Conectado com

Agricultura

Sequencia de chuvas exige monitoramento constante das lavouras

A última semana de janeiro não será diferente das anteriores no Paraná e as chuvas devem  prevalecer em quase todas as regiões, especialmente no período da tarde.

Por conta do tempo mais abafado, alguns temporais em áreas isoladas podem registrar chuva mais forte e trovoadas.

As temperaturas não apresentam alteração significativa nesta segunda-feira  em relação a ontem e amanhã  a intensificação de um sistema de baixa pressão ganha força ao norte da Argentina.

No Paraná, a instabilidade aumenta com mais umidade e calor associado ao sistema, sendo que entre a tarde e noite as chuvas acontecem, com alguns temporais no estado.

Essas condições seguem nos primeiros dias de fevereiro.

Em função da sequencia de precipitações nas principais regiões produtoras do Estado, cresce a expectativa em relação ao resultado final da safra verão.

Segundo os profissionais da área técnica, por enquanto a situação das lavouras é muito boa , porém conforme o engenheiro agrônomo da Copagril , Genésio Seidel, é momento de o agricultor ficar atento a pragas e doenças, pois o clima é propicio a trazer problemas ao desenvolvimento das culturas…

 

Continue Lendo
Publicidade

Agricultura

Adapar fiscaliza a pré-colheita da soja na região

Foto: Adapar

A Agência de Defesa Agropecuária do Paraná – ADAPAR- iniciou as fiscalizações da pré-colheita da cultura da soja 20/21 cultivada na região extremo oeste paranaense.

 

O uso de herbicidas não registrados é o alvo da fiscalização

 

A fiscalização neste momento se faz de extrema importância face a retirada do agrotóxico Paraquate pela ANVISA, herbicida que era amplamente utilizado na agricultura, mas considerado danoso a saúde pública, e também pelos problemas no fornecimento de agrotóxicos registrados para dessecação da cultura em função da pandemia do COVID19.

Esses e outros fatores podem possibilitar a utilização de agrotóxicos não registrados ou proibidos no território paranaense.

Diante disso, os Fiscais Agropecuários da ADAPAR Unidade Regional de Toledo atuam nas fiscalizações do trânsito, comércio, recomendações de agrotóxicos pela assistência técnica e utilização de agrotóxicos nas propriedades agrícolas.

Para subsidiar as ações, a Agência conta com um banco de dados informatizado  que possibilita planejar as ações antecipadamente, bem como, checar no local da colheita todos os agrotóxicos utilizado pelo agricultor.

Em caso de indícios de irregularidade na aplicação ou origem de um agrotóxico, serão realizadas coletas fiscais de grãos de soja no momento da colheita para análise de multiresíduos de agrotóxico.

De acordo com o supervisor Regional da ADAPAR de Toledo, Antonio Carlos Dezaneti, ‘’ a produção agropecuária aumentou nos últimos anos e mesmo em meio a pandemia do COVID 19 os trabalhos da Defesa Agropecuária não pararam, seja na área sanidade vegetal ou animal, bem como da inspeção dos produtos de origem animal.

No caso da soja, o objetivo é resguardar a Legislação Federal e Estadual de agrotóxicos, proteger os comerciantes, profissionais da agronomia e agricultores que atuam dentro da lei e promover a produção de grãos de soja dentro da norma legal, tanto para o consumo doméstico, quanto para a exportação da soja paranaense’’.

Constatado irregularidade, a Agência irá iniciar os processos de responsabilização administrativos que podem culminar com a aplicação de multas, interdições e até destruição da cultura conforme gravidade da infração.

Além disso, os fatos serão comunicados ao Ministério Público do Estado do Paraná para as responsabilizações civis e criminais cabíveis.

Continue Lendo

Agricultura

Cigarrinha do milho: a preocupação aumenta com o plantio da safrinha

Em meio à diversidade de insetos que causam prejuízos na agricultura, a cigarrinha do milho é considerada atualmente uma das mais severas pragas na América Latina.

Essa cigarrinha é especialista em plantas de milho e o problema ocorre por ela succionar a seiva das plantas e transmitir o vírus do enfezamento do milho.

A infestação da praga vem aumentado em várias regiões do Brasil, fazendo com que a doença que transmite enfezamentos também ganhe cada vez mais importância.

Com o início do plantio do milho 2ª safra a preocupação se torna ainda maior, já que é neste período do ciclo agrícola que as cigarrinhas mais atacam e causam enormes prejuízos.

Quem alerta mais uma vez os agricultores é o presidente do Sindicato Rural Patronal de Mal. Cândido Rondo, Edio Chapla….

 

Continue Lendo

Agricultura

Começa a colheita de soja na região de Marechal Candido Rondon

Assista a matéria

 

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.