Conectado com

Agricultura

Suinocultores querem maior prazo para adequar granjas conforme portaria da Adapar

Prazo dado pela Adapar expira em 17 de novembro

Desde o dia 17 de novembro do ano passado o Estado do Paraná tem um novo guia de práticas para propriedades dedicadas à criação de suínos.

Naquela data entrou em vigor a Portaria nº 265, elaborada pela Agência de Defesa Agropecuária do Paraná, aliás a primeira do país, que regulamenta a biosseguridade em granjas de suínos.

O objetivo do documento é garantir a prevenção e o controle de doenças infecciosas na criação desses animais.

A contar de 17 de novembro do ano passado, os produtores tiveram prazo de um ano para adequação das granjas de produção de suínos comerciais.

Com a nova proposta, o Estado vai garantir maior qualidade sanitária para os rebanhos.

Conforme o professor e pesquisador da Universidade Federal do Paraná, Geraldo Alberton, trata-se da busca de proteção dos rebanhos ,porque justamente a biosseguridade é o principal problema que a cadeia enfrenta hoje..

 

A propósito , ontem em Curitiba o prefeito de Entre Rios do Oeste, Jones Neuri Heiden, entregou ofício na Secretaria da Agricultura e Abastecimento, ao engenheiro Richardson de Souza, pedindo a prorrogação por mais um período da portaria nº 265, que estabelece normas de biosseguridade mínima para estabelecimentos que produzem suínos para fins comerciais.

Segundo o prefeito de Entre Rios do Oeste , apesar do prazo dado muitos produtores enfrentaram dificuldades e ainda não estão de acordo com o que determina a portaria, por cuja razão está sendo solicitado um prazo maior.

Conforme o prefeito de Entre Rios do Oeste, as conversas em Curitiba foram positivas e provavelmente o governo acene positivamente ao pleito dos suinocultores.

Continue Lendo
Publicidade

Agricultura

Paraná e Santa Catarina vão fortalecer defesa agropecuária em conjunto

O Paraná e Santa Catarina vão intensificar a defesa agropecuária nas divisas e na fronteira com a Argentina.

O Paraná adotou uma série de ações para reforçar a fiscalização com a suspensão da vacinação contra febre aftosa.

O secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, disse que o objetivo desse processo é aumentar a presença do Paraná no comércio mundial…

 

Santa Catarina deixou de vacinar o rebanho contra febre aftosa em 2000 e obteve o reconhecimento da OIE, a Organização Mundial de Saúde Animal, em 2007.

Com isso, conquistou novas fatias de mercados em países que não compram carnes de animais vacinados.

Segundo a presidente da Cidasc – Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina, Luciane de Cássia Surdi, há interesses em comum com o Paraná no que diz respeito ao aumento na fiscalização..

 

A partir de 1º de janeiro, estará proibida a entrada em território paranaense de animais vacinados contra a doença, com exceção daqueles destinados ao abate imediato.

No Paraná, uso e comercialização de vacinas já estão proibidos desde outubro.

Continue Lendo

Agricultura

Administração de Entre Rios institui programa de apoio aos suinocultores

A administração municipal, através da secretaria de Agricultura e Meio Ambiente de Entre Rios do Oeste, iniciou nesta semana , o repasse do material para construção de banheiro, arco de higienização ou cercas para os produtores do município.

O repasse é realizado através de um programa, que tem por objetivo incentivar os suinocultores, disponibilizando recursos para que os interessados possam atender a portaria da ADAPAR Nº 265 da Biosseguridade.

O secretário da pasta, Gilmar Backes, destacou que a suinocultura além de ser uma atividade indispensável para muitas famílias, também é uma importante fonte de arrecadação para o município.

O valor investido na compra desses materiais pelo município, foi de 125.591 reais e 89 centavos.

Conforme o prefeito Jones Neuri Heiden, considerando a importância da atividade suinícola para a economia de Entre Rios do Oeste, e da dificuldade financeira de muitos pequenos produtores, a administração entendeu ser necessário criar um programa de apoio e facilitar o atendimento às determinações da Adapar..

 

Para participar do programa os suinocultores interessados deverão se inscrever na Secretaria Municipal de Agricultura e atender os seguintes requisitos:

Bloco de Produtor Rural com a discriminação da venda da produção do exercício anterior; não tenha débito de nenhuma natureza com o Município; Estar cadastrado junto ao setor de agricultura; apresentar comprovante de licenciamento ambiental vigente perante o IAP; apresentar projeto de implantação e ainda a Declaração de Aptidão ao PRONAF – DAP.

Continue Lendo

Agricultura

Soja: Paraná registra segundo foco de ferrugem-asiática da safra 2019/2020

A ferrugem-asiática da soja é a principal doença na cultura da soja e possui um custo médio de US$ 2,8 bilhões por safra no Brasil. Foto: Canal Rural

Segundo o Consórcio Antiferrugem, a doença foi confirmada em Castro (PR). O caso anterior aconteceu em Ubiratã, também no estado

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.