Conectado com

Geral

Tribunal do Juri julga réus acusados de homicídio em Mal Rondon

Está em andamento no fórum de Marechal Cândido Rondon ,  sessão do Tribunal Popular do Juri, que julga um crime de homicídio ocorrido em  04 de março de 2017, em uma plantação de milho ,  a margem da Rua Presidente  Médici,  no Loteamento Avenidas.

No local Claudecir Rohde e Luís dos Santos Macedo , previamente  ajustados e com manifesta vontade de matar, agrediram com socos e chutes na cabeça a vítima Silvio Ortiz,  que resultou com traumatismo crânio  encefálico  decorrente de instrumento contundente, sendo esta a causa de sua morte, conforme o laudo de exame de necropsia.

Consta no auto do levantamento feito no local do crime,  que ao lado  do corpo da vítima fora encontrada uma pedra, que seria o instrumento contundente mencionado no laudo do Instituto Médico Legal.

A sessão do Tribunal Popular do Juri é  conduzida pelo juiz criminal Dionísio Lobchenko Junior;  o  representante do Ministério Público será o promotor,  Thiago Oliveira Ibler; e na defesa do réu Claudecir Rohde , o advogado  Rogério Ernesto Grenzel   e do réu Luís dos Santos Macedo, o  o advogado Kaue de  Oliveira Peres.

 

Continue Lendo
Publicidade

Geral

Abertas as inscrições ao Torneio de Pesca Esportiva ao Tucunaré, de Porto Mendes

Estão abertas as inscrições ao 14º Pesca Marechal, evento de pesca esportiva ao tucunaré, que será realizado nos dias 02 e 03 de setembro, no Parque de Lazer de Porto Mendes, distrito turístico de Marechal Cândido Rondon. O prazo de inscrições segue aberto até o dia 31 de agosto, através do endereço www.pescamarechal.com.br, ao valor de R$ 600,00 para duplas e trios, com limite para 250 equipes. Além da pesca no Lago de Itaipu, haverá torneio de arremesso, praça de alimentação completa e café da manhã para as equipes.

Nesta segunda-feira (08), o presidente do Clube de Pesca Esportiva Marechal, Odair Rossetto, e o representante Douglas Siglinski, estiveram reunidos na prefeitura com o diretor-presidente da PROEM (Fundação Promotora de Eventos de Marechal Cândido Rondon), Claudio Köhler (Claudinho), e com o responsável pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, André Wobeto. Foram tratados assuntos referentes à organização do torneio de pesca, que acontecerá na modalidade “pesque, filme e solte”.

Premiação

Em relação à premiação, serão entregues troféus do 1º ao 10º colocados, além de troféu para quem fisgar o maior peixe. Os prêmios, que somam mais de R$ 200.000,00, serão sorteados entre as equipes inscritas na seguinte ordem: 1º – Casco Bass Boat de fibra; 2º – Casco Bass Boat de fibra; 3º – Motor 15hp; 4º – Motor 15hp; 5º – Motor 15hp; 6º – Motor 15hp; 7º – Motor elétrico 54 libras; 8º – Motor elétrico 54 libras; 9º – Motor elétrico 54 libras; 10º – Motor elétrico 54 libras. Os 200 primeiros times inscritos concorrem a três facas D’Avila e três diárias de pesca.

O evento terá como atrações musicais a Orquestra Municipal de Sopros, bandas Storehouse e Full Rocker.

O 14º Pesca Marechal é uma realização do Clube de Pesca Esportiva Marechal com o apoio da prefeitura rondonense, por intermédio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e da PROEM.

Programação

A recepção aos pescadores será às 17h do dia 02 de setembro (sexta-feira), em Porto Mendes; às 18h haverá a entrega dos kits; às 19h ocorrerá a abertura oficial, seguida pelas apresentações da Orquestra Municipal de Sopros; 19h30 abertura das inscrições para o Torneio de Arremesso; às 21h show com a Banda Storehouse; e às 23h o encerramento das atividades do dia.

No dia 03 de setembro (sábado), às 5h será servido o café da manhã; às 6h30, retirada das réguas; às 7h, largada da prova; às 15h, início do recebimento de vídeos; às 16h, encerramento da prova; também às 16h, show com a Banda Full Rocker; às 17h, sorteio de prêmios extras; às 17h15, premiação e, logo após, sorteio dos prêmios; às 18h, encerramento do evento com apresentação da Banda Full Rocker.

 

Fonte: Assessoria 

Continue Lendo

Agricultura

Indenizações de seguro rural atingiram R$ 7,7 bilhões no primeiro semestre

Valor indenizado  foi impulsionado pelas perdas no Centro-Sul

 

As companhias seguradoras habilitadas no Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural , do Ministério da Agricultura,  pagaram  7 bilhões e 700 milhões de reais  em indenizações aos produtores rurais entre janeiro e junho de 2022.

O volume representa um crescimento nominal de 352% sobre os   1 bilhão e 700 milhões  pago no mesmo período de 2021.

Se comparado ao ano anterior, o valor pago no primeiro semestre deste ano já supera o valor total pago em 2021, que foi de R$ 5,4 bilhões.

Os dados foram publicados pela Superintendência de Seguros Privados  – Susep.

O diretor do Departamento de Gestão de Riscos do Mapa, Pedro Loyola, ressalta que os números mostram a importância do seguro rural e reforçam a necessidade de fortalecimento do PSR.

Na semana passada, a Junta de Execução Orçamentária  do governo aprovou parte da demanda solicitada, porém ainda será preciso aprovar normativa suplementar para efetivar a liberação do recurso.

De acordo com o Loyola, o Mapa continuará buscando o valor total da suplementação solicitado.

Ele menciona que com os 990 milhões de reais serão apenas 8 milhões de hectares segurados, muito menor que os 14 milhões cobertos em 2021.

O PSR necessita de  1 bilhão e 700 milhões de reais  para 2022.

Além disso, para a Lei Orçamentária Anual de 2023 a meta é buscar  2 bilhões de reais.

Conforme o Ministério da Agricultura,  o produtor que tiver interesse em contratar o seguro rural deve procurar um corretor ou uma instituição financeira que comercialize apólice de seguro rural.

Atualmente, 16 seguradoras estão habilitadas para operar no PSR

. O seguro rural é destinado aos produtores pessoa física ou jurídica, independente de acesso ao crédito rural.

Continue Lendo

Geral

Entidades alertam sobre promessas milagrosas na redução ou recuperação de tributos.

O Núcleo de Profissionais de Contabilidade da Acimacar, através do seu coordenador, Rodrigo Glesse, faz o alerta sobre a atuação duvidosa de empresas que prometem alternativas milagrosas para redução ou recuperação de tributos.

Especialistas explicaram que quando o assunto é tributação, inexistem fórmulas mágicas e todo cuidado é pouco, principalmente para evitar problemas fiscais e colocar em risco a saúde financeira da empresa.

Esse tema está na pauta da AMIC PR (Associação das Micro e Pequenas Empresas do Paraná), justamente pela preocupação quanto às micro e pequenas empresas que podem estar sendo levadas a equívocos e enganos.

Já foram recebidos relatos de que micro e pequenos empresários estão sendo abordados por empresas que estão fazendo promessas extravagantes no sentido de recuperação tributária ou geração de créditos.

Conforme o alera, são profissionais, que não são contadores, e que de posse do certificado digital da empresa, alteram a informação prestada anteriormente pelos contadores dentro do PGDAS – Programa Gerador do Documento de Arrecadação do Simples Nacional Declaratório – , reduzindo a incidência de PIS e COFINS, gerando um crédito.

O Certificado Digital é a identidade eletrônica de uma pessoa ou empresa; ela funciona como uma carteira de identificação virtual e permite assinar documentos à distância com o mesmo valor jurídico da assinatura feita de próprio punho no papel, mas sem precisar reconhecer firma em cartório.

O alerta esclarece que é preciso muito cuidado pois quando alguém tem acesso ao Certificado Digital fica com poderes para fazer operações, como se fosse a própria empresa, então, a utilização desse mecanismo deve ser restrita e controlada para evitar problemas futuros.

O contador rondonense Rodrigo Glesse, alerta que na região foi identificada uma empresa do Mato Grosso, que fez uma falsa promessa de recuperação de impostos: ele explica o golpe…

 

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.