Conectado com

Geral

Vacinação contra febre amarela é intensificada no Paraná

Flavia Villela/Agência Brasil

Com a circulação do vírus detectado nos estados do Paraná, Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, a vacinação contra febre amarela está sendo intensificada na Região Sul. As ações de vacinação começaram no mês de agosto e seguem até dezembro, meses que antecedem o período sazonal da doença nos três estados, que ocorre de dezembro a maio.

Durante videoconferência do Ministério da Saúde autoridades de saúde do estado de Santa Catarina apresentaram um plano de ação para o enfrentamento da doença antecedendo o período sazonal. O objetivo é que os municípios façam busca ativa de pessoas não vacinadas.

A detecção da circulação do vírus na Região Sul ocorreu no início deste ano, no Paraná, no mês de janeiro; em Santa Catarina, em março. Em 2019, até o dia 31 de maio, foram confirmados 85 casos e 15 mortes causadas pela doença no país. No Paraná, o Ciclo 2018-2019 da Febre Amarela, que terminou em junho, registrou uma morte e 17 casos confirmados. Ao todo, foram 480 notificações da doença no estado.

A medida é preventiva e busca sensibilizar as equipes de vigilância, e vacinar a população a partir dos nove meses de idade. Também integra o cronograma de ações a organização da rede assistencial, os protocolos de manejo clínico e a investigação epidemiológica em áreas estratégicas.

A estratégia de vacinação nos estados do Sul, também terá ampliada a faixa etária do público-alvo. A recomendação é estendê-la às pessoas acima de 60 anos de idade, “pois está em consonância com a avaliação de risco que definiu as áreas prioritárias para as ações de vacinação”. Para as pessoas que viajam para áreas onde a vacina é recomendada, a orientação é tomar a dose pelo menos 10 dias antes da viagem.

“Precisamos melhorar nossas coberturas vacinais. O estado de Santa Catarina passou a integrar recentemente área de recomendação da vacina, por isso é necessária uma sensibilização ainda maior dos gestores e dos profissionais de saúde para juntos atingirmos a meta preconizada de 95%, e assim, evitarmos surtos e casos da doença”, informou a coordenadora do Programa Nacional de Imunizações, Francieli Fantinato. Ela destacou ainda a eficácia da vacina e alertou para a população não acreditar em notícias falsas: “A vacina da febre amarela é segura e salva vidas”.

De acordo com a coordenadora substituta de Vigilância de Arboviroses do Ministério da Saúde, Noely Moura, estudos mostram as possíveis rotas de dispersão do vírus da febre amarela, o que acende um sinal de alerta para a intensificação das ações de vigilância e vacinação, especialmente nessas áreas. “Modelos preditivos apontam para onde o vírus está se deslocando, e é com base nessas informações que precisamos centrar nossos esforços para nos anteciparmos nas ações, especialmente antes do período sazonal da doença. Esse é um momento muito importante, pois a vigilância está atuando antecipadamente, o que nos dá margem para mais sucesso em nossas ações de prevenção”, disse.

*Bem Paraná e Agência Brasil, com informações da Agência Saúde
Continue Lendo
Publicidade

Geral

Homem morto em acidente na BR-277 é identificado

Foto: Reprodução/CGN

Romário trabalhava como DJ em uma casa noturna de Cascavel e estava voltando para casa após o trabalho quando se envolveu no acidente de trânsito.

 

O jovem que morreu esmagado pelo próprio veículo em um acidente de trânsito na BR-277, em Cascavel, no início da manhã desta quinta-feira (18) foi identificado por uma amiga como Romario Lima de 30 anos.

Romário trabalhava como DJ em uma casa noturna de Cascavel e estava voltando para casa após o trabalho quando se envolveu no acidente de trânsito.

Ele teria feito aniversário há cerca de uma semana do acidente que ceifaria sua vida.

Familiares de Romario estão vindo de outra cidade para reconhecer o corpo do jovem que era muito querido pelos amigos que já choram sua perda nas redes sociais.

Fonte: CGN

Continue Lendo

Geral

Cadáver encontrado hoje em Marechal Rondon continua sem identificação oficial

Vitima estava com mãos e pés amarrados e com uma corda na boca

O setor policial de Marechal Cândido Rondon está trabalhando para chegar a identificação do cadáver encontrado na manhã desta sexta-feira (19) na beira de uma estrada na região da Linha Guará.

Um morador se deslocava para a cidade  e visualizou o corpo a margem da estrada, acionando em seguida a Policia Militar.

O cadáver, em decúbito ventral, é de uma mulher.

Estava com as mãos amarradas às costas, pés amarrados e com uma corda no pescoço e na boca.

Com a chegada dos peritos  do Instituto Médico Legal de Toledo e a movimentação do corpo, foi possível constatar uma golpe de faca no tórax da vitima.

Durante toda manhã com base em manifestações de populares se tentou chegar a identidade  porém até o momento isso não foi possível oficializar.

Além de policiais civis, militares e do IML, a Delegada Adjunta Yasmin Espicalsky se fez presente no local, acompanhando o resgate do corpo.

A investigação em torno do caso já está em andamento para identificação do corpo, autoria e motivação para o crime.

Continue Lendo

Geral

Bate-papo com representantes do projeto Parajiu-Jitsu.

Projeto desenvolvido pela APROVE

 

A Associação Projeto Vida e Esperança (APROVE) é um braço social da EDD Emanoel, que desenvolve projetos para colaborar com o desenvolvimento da população em geral.

Um destes projetos, o Parajiu-Jitsu, foi contemplado pelo governo do Paraná, visando incluir a população com necessidades especiais no esporte Jiu-Jitsu, mostrando a importância desta ação que é também defendida pela lei 13.146 de 6 de julho de 2015, que defende no capítulo XI, que o governo deve garantir o direito a cultura, ao esporte, ao turismo e ao lazer, para as pessoas com necessidades especiais, não apenas inseri-las no meio social, mas dando-lhes condições de serem ativas nele.

A psicopedagoga, Estela Stoef, juntamente com o professor responsável Pietro Becker e Jean Marcos Stoef, Coordenador da APROVE, estiveram presentes nos estúdios da Rádio Difusora do Paraná para um bate-papo sobre o assunto, com a repórter Wera Fülber.

Acompanhe o Bate-papo completo a seguir.

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.