Conectado com

Política

Assembleia muda local de sessão para votar reforma da previdência do Estado

Votação vai ocorrer na Ópera de Arame

O protesto de servidores contra a proposta de reforma da previdência estadual,ontem a tarde, acabou em invasão e ocupação da Assembleia Legislativa pelos manifestantes.

Inconformados com o fato do presidente da Casa, deputado Ademar Traiano , em só autorizar a entrada de 250 pessoas nas galerias do plenário para acompanhar a sessão, eles entraram em confronto com policiais militares do Batalhão de Choque, que isolaram a sede do Legislativo na tentativa de impedir o acesso dos manifestantes.

Eles prometem não desocupar a Casa enquanto o projeto não for retirado de pauta, porém ontem a noite a Justiça concedeu liminar determinando a desocupação e estabeleceu multa diária de 2 mi reais no caso de descumprimento da decisão judicial.

Em assembleia em frente ao Palácio Iguaçu a APP-Sindicato diz que professores e funcionários de escolas aprovaram, por unanimidade, a continuidade da categoria na greve e o estado de assembleia permanente.

O funcionalismo exige a retirada dos projetos que alteram as regras da aposentadoria e montou um acampamento em frente a sede do governo para cobrar a abertura de mesa de negociação.

Os educadores também exigem a manutenção do Ensino Médio noturno e da Educação de Jovens e Adultos.

Em recente comunicado, a Secretaria de Educação anunciou o fechamento de turmas dessas modalidades em todo o estado.

Hoje pela manhã o trânsito foi fechado na Rua João Gava, entre Mateus Leme e Nilo Peçanha, rua que dá acesso à Ópera de Arame, para onde será transferida a sessão de hoje a tarde da Assembleia Legislativa do Paraná para a votação da proposta da reforma da previdência estadual.

Continue Lendo
Publicidade

Geral

Mesmo com pandemia ritmo de obras segue normal em Pato Bragado

Apesar do descontentamento generalizado do empresariado e dos trabalhadores , o Governo do Paraná não se mostra disposto a aliviar as medidas decretadas pelo período mínimo de 14 dias, para conter o avanço do coronavírus nos municípios da regional de saúde de Toledo.

Nos pequenos municípios, com grande parte do comercio fechado, as ações se restringem basicamente à construção civil e as atividades relacionadas ao Poder Publico.

Em Pato Bragado por exemplo, conforme o prefeito em exercício, Dirceu Anderle, o município lamenta o sofrimento dos empresários, mas tem procurado meios de reverter a situação….

 

Por outro lado, informa o prefeito interino de Pato Bragado, no que diz respeito ao planejamento da administração, hoje será publicado o edital de licitação para obras de pavimentação na sede municipal e ainda nesta semana uma definição em relação a cobertura e aquecimento da piscina na sede do Cristal……

 

Ainda segundo Dirceu Anderle, após muitas gestões junto ao DER o município recebeu autorização para executar o recape no trecho de acostamento da PR 495 que corta a sede municipal….

 

Continue Lendo

Geral

Asfaltamento no Bairro Boa Vista deve começar nos próximos dias

O vereador Gordinho do Suco, confirma que deverão ser iniciadas nos próximos dias, às obras de pavimentação no Bairro Boa Vista de Marechal Rondon.

A realização da obra foi confirmada pelo prefeito Marcio Rauber, beneficiando ruas e loteamentos da região Oeste do município, que ainda não contam asfalto.

Gordinho do Suco também cobrou da prefeitura municipal, melhorias na estrutura e sinalização da rodovia que liga a sede ao distrito de Margarida….

 

Continue Lendo

Geral

Governo nega pedido da AMOP de reduzir restrições na região

O posicionamento do Governo do Paraná em relação à correspondência encaminhada na quinta-feira passada pela Associação dos Municípios do Oeste do Paraná ao governador Ratinho Junior e ao secretário estadual de Saúde, Beto Preto, é negativa.

O documento, em nome de 29 municípios associados à Amop, relatou as dificuldades que parte dos municípios da região Oeste estão enfrentando por conta do decreto 4.942, solicitando, assim, que o Estado revisse e flexibilizasse as medidas, que, entre outras determinações, impôs o fechamento de serviços considerados não essenciais por 14 dias, prorrogáveis por mais sete.

Em vista disso, o prefeito de Quatro Pontes, João Inácio Laufer, diz que está definindo qual pedido fará à Justiça para tentar reverter a situação.

Ele adiantou que, em razão da negativa por parte do Estado, possivelmente a municipalidade ingressará com uma liminar pedindo a revogação do decreto estadual.

O mandatário garantiu que está trabalhando para que o comércio de Quatro Pontes continue a funcionar normalmente.

Quatro Pontes não têm motivos para a suspensão de atividades, em vista do baixo número de casos de Covid-19.

Outros municípios da região Oeste do Paraná, como é o caso de Marechal Cândido Rondon, também não concordam com as medidas restritivas do Estado e estão ingressando na Justiça.

 

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.