Conectado com

Economia

Mega-Sena sorteia hoje prêmio acumulado de R$ 50 milhões

O sorteio da Mega-Sena será realizado a partir das 20h, em São Paulo - Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O sorteio será realizado no Espaço Loterias Caixa em São Paulo

A Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira (4) prêmio acumulado de R$ 50 milhões. O sorteio das seis dezenas do concurso 2.213 será realizado a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo. O sorteio é aberto ao público.

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa em todo o país. O bilhete simples, com seis dezenas marcadas, custa R$ 4,50.

Mega da Virada

Além de concorrer às modalidades regulares, os apostadores já podem adquirir bilhetes para a Mega da Virada. O sorteio será realizado em 31 de dezembro.

O prêmio está estimado em R$ 300 milhões não acumuláveis; não havendo apostas premiadas com seis números, o prêmio será rateado entre os acertadores de cinco números e assim sucessivamente.

Fonte: Agência Brasil
Continue Lendo
Publicidade

Economia

Isenção do IPTU em Nova Santa Rosa pode ser requerida até dia 20

Assessoria

A Prefeitura de Nova Santa Rosa está aceitando pedidos para isenção do Imposto Predial e Territorial Urbano de 2020.

Para requerer o direito o contribuinte deve preencher alguns pré-requisitos e comparecer até o dia 20 de dezembro no Departamento de Tributação, anexo a Prefeitura de Nova Santa Rosa.

De acordo com o artigo 20 da Lei Complementar 015/2010 do município de Nova Santa Rosa, podem requerer a isenção, os aposentados, pensionistas, pessoas com idade superior a 65 anos e pessoas em situação de extrema pobreza ou penúria, desde que tenham o parecer da Secretaria de Assistência Social.

Para solicitar a isenção do IPTU os interessados devem portar comprovante de aposentadoria ou benefício, carnê do IPTU e documentos pessoais.

Outros pré-requisitos são: possuir um único imóvel residencial, utilizando-o como moradia própria; não possuir outros imóveis e ter renda familiar mensal de até dois salários mínimos.

 

Continue Lendo

Agricultura

Seab amplia o número de agências que financiam o programa Trator Solidário

A Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento vai ampliar o número de agências que financiam o programa Trator Solidário.

Sicoob também entra na lista e vai disponibilizar 80 milhões de reais

Uma parceria assinada ontem possibilitará a entrada do Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil – Sicoob – , no financiamento do programa, dando mais condições de atendimento ao agricultor familiar.

O Trator Solidário permite ao agricultor familiar beneficiado comprar um trator, colhedora ou pulverizador por preços até 15% mais baratos em relação aos de mercado.

O Sicoob vai disponibilizar até 80 milhões de reais para financiar a compra de tratores e demais equipamentos para as safras 2019/20 e 2020/21.

Com esse valor poderão ser adquiridos até 200 tratores, 30 pulverizadores e 50 colhedoras, calculou o diretor do Departamento de Economia Rural, da Secretaria da Agricultura e Abastecimento, Salatiel Turra.

O sistema Sicoob possui hoje 259 agências no Paraná.

Assinaram o convênio o secretário da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara; o diretor de Gestão do Sicoob, Márcio de Souza Gonçalves; o diretor-presidente da Fomento Paraná, Heraldo Alves das Neves, e o presidente do Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), Natalino Avance de Souza.

O programa Trator Solidário é operado atualmente por instituições financeiras como Banco do Brasil e Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul , que atua por meio das também cooperativas de crédito vinculadas Sicredi e Cresol.

Continue Lendo

Economia

Pedágio no Paraná sobe nesta semana. Veja valores

Praça de pedágio (Foto ilustrativa)

As tarifas de pedágio nas rodovias do Anel de Integração vão subir de 2,92% a 3,36%. Os porcentuais foram definidos na manhã desta terça-feira (3), em reunião na Agência Reguladora de Serviços Delegados do Paraná (Agepar). A data em que os valores entram em vigor deve ser anunciada nas próximas horas pelo governo estadual, mas já se sabe que os novos preços começam a ser praticados ainda nesta semana.

Para as concessionárias Econorte, Ecovia, Ecocataratas, Caminhos do Paraná e Viapar, as tarifas serão reajustadas em 3,36%. Somente a Rodonorte terá a aplicação de 2,92% de reposição inflacionária, por não ter firmado aditivos contratuais que alteram os parâmetros de reajuste nos últimos anos.

Por contrato, os valores deveriam ter sido reajustados no dia 1º de dezembro. As concessionárias apresentaram os pedidos em novembro, ao Departamento de Estradas de Rodagem (DER), que encaminhou o processo à Agepar no dia 25. A agência reguladora tinha o direito de levar até cinco dias úteis para analisar os números – e foi o que aconteceu.

No ano passado, o reajuste também atrasou, principalmente por causa de uma disputa judicial, já que o governo do Paraná entrou na Justiça para tentar evitar a reposição anual, mas a solicitação não foi acatada.

Como é feito o cálculo
O reajuste é feito com base em uma fórmula específica para a recomposição inflacionária, que utiliza indicadores do setor rodoviário. Sendo assim, o valor ficou superior ao Índice de Preços ao Consumidor Ampliado (IPCA), usado para aferir a inflação, que registrou 2,54% no acumulado dos últimos doze meses.

Neste ano, para três concessionárias que firmaram acordo de leniência, reconhecendo irregularidades na gestão dos contratos, o porcentual de reajuste será aplicado em cima dos valores integrais das tarifas e, depois será aplicado o desconto de 30% de desconto, estabelecidos nos acordos. É o caso das empresas Rodonorte, Ecovia e Ecocataratas.

Para a análise do pedido de reajuste de 2019 não foram considerados os erros apontados pela Agepar na forma como o pedágio vem sendo calculado nas últimas duas décadas. O DER informou que não teve tempo de refazer todas as contas antes da avaliação do caso. Por isso, a questão dos valores cobrados de pedágio no Paraná deve voltar a ser discutida em breve, quando as contas forem refeitas.”

Fonte: Gazeta do Povo

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.