Conectado com

Política

Bolsonaro passará por nova cirurgia para corrigir hérnia no local da facada

Adriano Machado/Reuters

Está confirmada para o próximo final de semana em São Paulo, uma nova cirurgia, desta vez de médio porte, a que será submetido o presidente Jair Bolsonaro.

A informação foi dada ontem pelo médico Antônio Luiz Macedo, que o operou da facada que sofreu em 2018, em Minas Gerais.

A operação será no próximo domingo, dia 8 no Hospital Vila Nova Star, na zona sul da Capital paulista.

Ontem o presidente passou por avaliação com o cirurgião e com o cardiologista Leandro Echenique no aeroporto de Congonhas e depois seguiu de helicóptero para uma igreja evangélica na zona leste da cidade, onde participou de um culto religioso.

De acordo com o cirurgião surgiu uma “hérnia na incisão cirúrgica” anterior feita em Bolsonaro.

No dia 6 de setembro do ano passado, o político foi esfaqueado na cidade mineira de Juiz de Fora durante campanha eleitoral para a Presidência.

Continue Lendo
Publicidade

Geral

Justiça eleitoral rondonense ultima detalhes para as eleições

Seguem intensos os trabalhos dos servidores do fórum eleitoral de Marechal Cândido Rondon, para atender às determinações do Tribunal Superior Eleitoral, com vistas as eleições do próximo domingo, dia 02 de outubro.

No caso da 121ª Zona Eleitoral, que além  da sede, abrange os municípios de Pato Bragado, Mercedes e Quatro Pontes, deverão ser concluídos nas próximas horas os trabalhos de treinamento dos mesários.

Conforme a juíza eleitoral, Dra. Berenice Nassar, o encurtamento dos prazos eleitorais, tornou necessária uma dedicação máxima dos servidores  na tomada de providências visando a realização do pleito …

 

Continue Lendo

Geral

Bares e restaurantes pedem que Paraná não adote Lei Seca nas eleições

O pedido é para que a medida seja válida para todos os 399 municípios do Paraná

 

A Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas (Abrabar) fez um pedido à Secretaria de Segurança Pública  para que o Paraná não adote a Lei Seca na Eleição, que acontece no próximo domingo .

De acordo com a entidade, a legislação brasileira tem outros mecanismos para serem aplicados a infratores ou perturbadores do processo eleitoral, seja na legislação de trânsito, costumes ou de violência.

O presidente da Abrabar, Fabio Aguayo, destaca que bares e restaurantes do Paraná possuem um posicionamento histórico de contrariedade à Lei Seca.

Segundo ele, trata-se de “ uma medida retrógrada, lá do século passado. Hoje nós temos normas mais rígidas e que temos que aplicar. A Lei Seca é sempre uma resolução ou portaria, que ficou viciada no estado. O estado de Santa Catarina, por exemplo, já não aplica a medida há dez anos”.

Na carta encaminhada à Sesp, a entidade lembra que o Brasil vive um período pós pandemia, no qual o setor sofreu “imensamente e teve consequências irrecuperáveis”, causando uma grave crise econômica.

A última Lei Seca ocorreu no Paraná em 2014 pois em 2016, o consumo e venda de bebidas foi autorizada pela Justiça.

O pedido é para que a medida seja válida para todos os 399 municípios do Paraná.

Uma resposta à categoria pode ser dada nesta terça-feira , uma vez que as forças de segurança falarão sobre o esquema do próximo dia 2 em coletiva de imprensa no Tribunal Regional Eleitoral .

 

Continue Lendo

Geral

Eleitores não podem ser presos a partir de hoje

A partir desta terça-feira e até 48 horas depois do primeiro turno de votação, no próximo domingo, nenhum eleitor poderá ser preso por qualquer autoridade, a não ser que seja pego em flagrante delito ou condenado por crime inafiançável.

A outra exceção é se a pessoa impedir o salvo conduto de outro cidadão, prejudicando assim o livre exercício do voto.

O advogado rondonense, João Bersch, especialista em Direito Eleitoral, dá mais detalhes a respeito…

 

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.