Conectado com

Agricultura

Cadastramento de animais na microrregião está aquém do esperado

A Agência de Defesa Agropecuária do Paraná, Escritório de Marechal Cândido Rondon, está conclamando os pecuaristas para que não deixem de atualizar o cadastro de todos os animais existentes em suas propriedades.

Todos os produtores rurais que detêm sob sua responsabilidade animais de interesse econômico de qualquer espécie precisam fazer o cadastro pelo site www.produtor.adapar.pr.gov.br/comprovacaorebanho, nas unidades da Adapar ou então nos Sindicatos Rurais Patronais.

É válido ressaltar que o prazo para fazer o cadastramento termina neste sábado, dia 30, e a meta da campanha é atingir 244 mil e 800 propriedades.

A atualização é um procedimento obrigatório que era feito para o rebanho bovino e bubalino no período da vacinação contra a febre aftosa.

Com a suspensão da vacinação, o processo semestral de atualização se estende para outros produtores de animais.

A medida ajuda a garantir a transparência ao setor pecuário e auxilia com controles de trânsito do Estado.

Cada um deve fazer sua parte, tanto a iniciativa privada, setor público, universidades e a sociedade como um todo, para que a vigilância e controle sanitário dos animais sejam adequados e o Paraná se mantenha como destaque na agropecuária do País.

Boa parte dos pecuaristas ainda não fez a atualização do rebanho e quem não atualizar no prazo ficará impossibilitado de movimentar seus animais, além de correr o risco de receber multa e outras sanções.

Os índices de produtores que já realizaram o cadastramento e dos que ainda não tomaram esta providência na microrregião de Marechal Cândido Rondon são revelados pelo chefe da unidade local da Adapar, médico veterinário Loreno Egídio Taffarel..

 

Continue Lendo
Publicidade

Agricultura

Produtores de leite de Toledo farão carreata hoje para protestar e pedir ajuda

Produtores de leite de Toledo promovem hoje uma carreata nesta para cobrar melhorias e ajuda para enfrentar uma série de dificuldades que o setor vem sofrendo há alguns anos.

A saída será às 13 horas e 30 minutos em frente a Pontifícia Universidade Católica , seguindo pela Avenida Ministro Cirne Lima, Avenida Parigot de Souza, em frente a Prefeitura, retornando pela Avenida Ministro Cirne Lima e passando pela Rua São João, Avenida Maripá, Avenida José João Muraro, concluindo o trajeto por volta das 15 horas, em frente a APA Lar dos Idosos.

No local os líderes do movimento farão uma breve explanação sobre as reivindicações dos produtores e também haverá a distribuição de produtos derivados do leite para a APA Lar dos Idosos.

Outra ação do grupo será a doação de sangue para o Hemocentro de Toledo, que está sofrendo com a escassez de sangue neste momento de pandemia do novo Coronavírus .

Os produtores ressaltam que o ato será pacífico, ordeiro, organizado e cumprirá todas as recomendações sanitárias, visando evitar o contágio pela Covid-19.

Continue Lendo

Agricultura

China pede suspensão de compras de soja e carne suína dos EUA

Situação fica novamente tensa após pronunciamento do presidente americano 

O início de semana e um novo mês para o mercado da soja na Bolsa de Chicago, mostrou os traders (compradores) bastante cautelosos diante dos últimos acontecimentos envolvendo China e Estados Unidos.

Dessa forma, a segunda-feira começou com as cotações operando em campo positivo com leves altas entre 0,25 e 0,75 ponto.

Assim, o julho era negociado a US$ 8,41, o agosto a US$ 8,43 e o setembro a US$ 8,46 por bushel.

De acordo com os analistas, os mercados de grãos estão estáveis diante das expectativas das relações entre China e Estados Unidos, que passam por novas tensões, e frente ainda às previsões climáticas favoráveis para a nova safra de grãos dos EUA.

Na última sexta-feira o presidente americano Donald Trump fez duras acusações contra a China e afirmou que irá iniciar um processo de retirada de privilégios de Hong Kong.

A nação asiática por sua vez, respondeu dizendo que a medida é “imprudentemente arbitrária”.

Diante disso o mercado espera, ainda segundo analistas e consultores de mercado, uma nova resposta dos EUA à China.

Enquanto isso, os compradores temem pelo futuro da demanda dos chineses no mercado norte-americano e dos impactos dessa possível limitação nos preços.

No caso da soja, é sabido da necessidade da China pela soja americana diante da baixa disponibilidade de produto no Brasil.

Ocorre porém , circularam noticias hoje pela manhã de que a China pediu a suas empresas estatais que suspendam compras de soja e carne suína dos Estados Unidos.

Isso ocorre após o governo norte-americano ter afirmado que iria eliminar o tratamento especial dos EUA a Hong Kong para punir Pequim.

Continue Lendo

Agricultura

Especialista comprova perdas na safrinha de milho devido a estiagem

Ilustrativa

Os números do Departamento de Economia Rural, da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento, confirmam os efeitos negativos da severa estiagem pela qual o Paraná passa há um bom tempo.

É o caso da segunda safra de milho, cuja produção caiu em 1 milhão e 600 mil toneladas com relação à estimativa inicial, que era de aproximadamente 12 milhões e 800 mil toneladas.

A segunda safra de feijão também sofreu o impacto da estiagem e teve perdas em torno de 39%.

Apesar destas perdas, a estimativa é de uma produção de 40 milhões e 600 mil toneladas de grãos na safra 2019/2020, volume 13% superior ao da safra 2018/2019, muito por causa da soja, com volume recorde de 20 milhões e 700 mil toneladas, 28% superior ao da safra 2018/2019.

Doutor em Fitosanidade, o profissional do Instituto Água e Terra, Claudinei Antônio Minchio, de São Jorge do Ivaí, vistoriou lavouras da região para verificar a incidência da “cigarrinha do milho” e chegou a seguinte constatação…

 

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.