Conectado com

Policial

Contrabandista é morto a tiros em confronto com o Exército em Guaíra

Outro envolvido foi baleado e hospitalizado 

Foi identificado como Marcelo Assis Santos, de 27 anos, o contrabandista morto em confronto armado com uma equipe de militares do Exército Brasileiro, por volta das 20h30 de ontem, no Rio Paraná, em Guaíra.
No momento em que realizavam patrulhamento aquático, os militares da 15ª Brigada de Infantaria Motorizada observaram duas embarcações suspeitas e fizeram sinais de abordagem.
Também foram efetuados disparos de advertência, mas, além de não atender a ordem de parada, um dos pilotos acelerou ainda mais o motor de popa e projetou a embarcação em direção a guarnição.
Segundo o comando do Batalhão do Exército, “face à grave ameaça contra a tropa federal, os militares viram-se obrigados a realizar disparos em legítima defesa e os ocupantes de uma das embarcações foram baleados”.
Os suspeitos foram socorridos inicialmente por uma equipe do Samu e encaminhados à Unidade de Pronto Atendimento de Guaíra, mas um deles não resistiu ao tiro que levou no abdome e acabou falecendo.
O corpo foi transportando então ao Instituto Médico Legal de Toledo e identificado como Marcelo Assis Santos, de 27 anos, enquanto o outro contrabandista baleado continua hospitalizado.
Além de informar que a embarcação apreendida estava contrabandeando 50 caixas de cigarros procedentes do Paraguai, o comando da 15ª Brigada de Infantaria Motorizada determinou a abertura de inquérito militar para apurar o ocorrido.
Por outro lado, continua internado em estado grave, no Hospital Bom Jesus, em Toledo, Paulo Roberto Machado Vaz, de 28 anos, que foi baleado ao investir com um pedaço de pau contra um policial civil
O caso foi registrado ontem a tarde em frente a residência do “metido a valentão”, na Rua Américo Schio, no Jardim Coopagro, no momento em que investigadores da 20ª SDP cumpriam mandado de medida protetiva.
O mandado judicial tinha o propósito de garantir que a ex-mulher de Paulo pudesse apanhar alguns itens de sua propriedade na casa dele, todavia, o que era para ser uma ocorrência de rotina teve um desfecho desagradável.
Ao investir contra o policial e ser alvejado por dois disparos, o rapaz foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e encaminhado em estado grave ao Hospital Bom Jesus, onde permanece internado.
Continue Lendo
Publicidade

Policial

Policia Civil de Marechal Rondon estoura “boca de fumo” no Bairro Botafogo

Delegado Rodrigo fala com exclusividade

Continue Lendo

Policial

Mulher de Pato Bragado é vitima de golpe de quase R$ 10 mil

Ela conseguiu identificar o crime antes e bloqueou o dinheiro

Por volta das 15 horas desta quinta-feira (29) compareceu no Destacamento da Policia Militar de Pato Bragado, uma mulher a qual relatou que na parte da manha, havia recebido contato via whatssap se identificando como Consultor Financeiro, e solicitado uma foto de seu RG, a fim de fazer o cancelamento de um cartão de crédito, e o ressarcimento de taxas, que segundo o consultor, chegariam a 199% ao ano.

Ato contínuo, por achar se tratar realmente de um consultor, a vítima repassou os dados.

Apos desconfiar, se dirigiu ate a agência bancaria de Pato Bragado, onde possui conta-corrente, e teria sido informada de que alguém havia solicitado um empréstimo no valor de R$ 9.920,76.

Sendo apurado que se tratava de golpe, e como o dinheiro ainda estava disponível na conta da vitima, foi feito o bloqueio do recurso, para que os estelionatários não conseguissem sacar.

O caso passa a ser investigado pela Policia Civil de Marechal Rondon.

 

 

Continue Lendo

Policial

Homem denuncia crime de injúria racial: “insinuaram que sou macaco”

Crime aconteceu enquanto vitima descarregava bananas em um mercado de Pato Bragado

  

Um caso de injuria racial foi registrado pelo Destacamento da Policia Militar de Pato Bragado.

O denunciante, que afirma ser negro, relatou que trabalhava no descarregamento de mercadorias – frutas – quando uma pessoa teria apontado o dedo para caixas com bananas e teria dito “Veja, olha o que você gosta”.

Diante do comentário, o cidadão afirmou que teria se sentido ofendido e descriminado, aja vista o duplo sentido do comentário que daria a entender que a pessoa teria o chamado de macaco e por isso resolveu registrar queixa.

 

 

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.