Conectado com

Agricultura

Departamento de Agricultura dos EUA prevê aumento da produção de carne brasileira

O escritório no Brasil do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos emitiu um relatório em que prevê um aumento de 3,4% na produção de carne bovina brasileira neste ano.

Em volume de produção, a estimativa é de um incremento de 10,5 milhões de toneladas, conforme a previsão do órgão.

Para os técnicos da USDA no Brasil, o aumento da produção é devido ao aumento da produtividade, aos níveis recordes de exportação e na alta demanda interna.

Em relação a carne suína, a estimativa do USDA é ainda maior.

São projetados elevação na casa dos 4,5% na produção, atingindo níveis recordes de aproximadamente 4,2 milhões de toneladas.

O incremento na carne suína é muito influenciado em razão das exportações para a China, a intensa demanda doméstica e ao que o USDA classifica como estáveis, mas relativamente mais altos para este ano, custos de alimentação dos animais.

O relatório do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos estima ainda que a economia brasileira deva crescer 2% neste ano, com declínio da inflação e das taxas de desemprego, aliado a um aumento do poder de compra dos brasileiros.

Apesar disso, os níveis de incerteza estão tendo um aumento considerável desde o último mês, em razão do impacto do Novo Coronavírus no país chinês, principal mercado internacional da carne brasileira.

No entanto, os exportadores brasileiros seguem otimistas quanto as exportações de carne de gado e suína produzidas no Brasil em 2020.

As bases para os percentuais de previsão de aumento da produção de carne bovina e suína brasileira projetadas pelo órgão norte-americano são embasadas pelos fatores já citados, como aumento da exportação e demanda interna em crescimento.

Além disso, conforme o USDA, há perspectivas positivas para as safras de soja e milho no Brasil, o que pode contribuir para manter estáveis os custos de produção animal, mesmo que em patamares mais elevados no comparativo com anos anteriores.

Por outro lado, as incertezas se concentram na variabilidade das taxas de comércio internacional, no acordo comercial entre Estados Unidos e China e no impacto do Novo Coronavírus.

Continue Lendo
Publicidade

Agricultura

Dois decretos estaduais vão incentivar energia solar na zona rural

Com a possibilidade de financiar projetos de energia renovável a juro zero para agricultores, o Paraná já cadastrou mil 413 produtores interessados em modernizar suas propriedades.

 

O marco foi atingido em 115 dias de vigência do Programa Energia Rural Renovável, RenovaPR.

Os projetos cadastrados pelo IDR-Paraná fazem parte do Banco do Agricultor, programa de crédito exclusivo com juros subsidiados pelo Governo do Estado.

A proposta é incentivar investimentos por meio da equalização da taxa de juros.

No caso dos projetos de energia renovável, o percentual está zerado para projetos apresentados até 31 de dezembro de 2022.

Até esta semana, o Estado já havia destinado quase 53 milhões de reais ao Fundo de Desenvolvimento Econômico do Paraná para garantir os juros dos financiamentos dos agricultores.

O governador Ratinho Junior participou ontem de um evento realizado na sede do IDR-Paraná, onde também assinou dois decretos que facilitam o acesso dos agricultores à autoprodução energética…

 

Se concretizados, esses mil e 400 projetos vão injetar diretamente 240 milhões em investimentos no agronegócio paranaense.

Para serem implementados, devem ser executados por empresas credenciadas ao IDR-Paraná.

Já foram credenciadas 416 empresas de energia solar e 15 de biogás e biometano. Apesar de conhecido pela produção de energia hidrelétrica, o Paraná tem um enorme potencial a ser explorado de energia solar.

Durante o evento, o secretário estadual de Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, anunciou que o Banco do Agricultor vai passar a abranger com subvenção de crédito mais duas áreas: apicultura e turismo rural.

Ele destaca que projetos que modernizem a produção de mel ou que atraiam turistas para o interior vão poder receber o benefício do juro máximo de 1,5% ao ano concedido pelo Estado..

 

Continue Lendo

Agricultura

Presidente encabeça chapa única na eleição para diretoria do Sindicato Rural de Marechal Rondon

O presidente do Sindicato Rural Patronal de Marechal Cândido Rondon, Edio Chapla, encabeça a única chapa inscrita para a eleição da diretoria da entidade marcada para o próximo dia 17 de dezembro.

 

Além de Chapla, fazem parte da chapa para a direção executiva do Sindicato: Cevio Mengarda, como vice-presidente; Cesar Luiz Petri, na função de secretário; e Gianmarco Stoef, ao cargo de tesoureiro.

Como suplentes da diretoria estão os nomes de Leandro Ricardo Vivian, João Wochner, Ademir Luiz Griep  e Valdemar Luiz Schaeffer.

Já o conselho fiscal tem como inscritos: Gelso Kroessin, Jonas Leocir Vorpagel e Vilmar Fulber como membros efetivos; e Vilmar Dinnebier, Ricardo José Kemfer e Eleandro da Silva como suplentes.

Por sua vez, o candidato a reeleição à presidência, Edio Chapla, também aparece como delegado representante, e Gianmarco Stoef, Cevio Mengarda e Cesar Luiz Petri como suplentes.

A eleição para a diretoria do Sindicato Rural Patronal de Marechal Cândido Rondon está confirmada para o dia 17 de dezembro, das 08 às 17h00, e é importante o comparecimento de todos os associados.

O candidato a reeleição destaca que, caso receba o aval dos associados para permanecer no cargo, muitas ações prejudicadas pela pandemia do coronavirus deverão ser viabilizadas……

 

Continue Lendo

Agricultura

Prefeitura rondonense distribui cerca de 3600 doses de sêmen suíno

Foto: Assessoria

O investimento foi superior a R$ 52 mil, através da Secretaria de Agricultura e Política Ambiental

Ato realizado na manhã desta segunda-feira, dia 29, na sala de reuniões do gabinete, na prefeitura de Marechal Rondon, marcou a entrega simbólica para parte dos produtores beneficiados com sêmen suíno, previsto na Lei nº 5.138/2019, em atendimento ao Programa de Incentivos Para Melhoria da Produção Animal. O objetivo é fomentar a atividade por meio da compra e do fornecimento de doses de sêmen aos produtores de suínos, categoria iniciador.

Participaram do ato, além dos produtores, o prefeito Marcio Rauber, o secretário de Agricultura e Política Ambiental, Adriano Backes, e o médico veterinário da secretaria, Fernando Marques Salles.

Nesta etapa foram beneficiados 17 produtores, que receberam entre 200 e 270 doses de sêmen. No total, foram 3610 doses repassadas, ao valor de R$ 14,55, cada, totalizando R$ 52.525,50, através da Secretaria de Agricultura e Política Ambiental.

A quantidade de doses de sêmen que cada produtor tem direito é condicionada à adoção de medidas de preservação ambiental, sendo as doses distribuídas entre os proprietários que protocolarem pedido dentro do prazo estipulado.

“É um importante programa da administração municipal de incentivo aos suinocultores do município. Trata-se de material de alta genética, que de fato se reverte em maior desempenho nas propriedades rurais”, destacou o prefeito Marcio Rauber.

 

Fonte: Assessoria

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.