Conectado com

Agricultura

Paraguai garante 5ª maior produção de soja do mundo

O Paraguai produziu no último ano quase dez milhões de toneladas de soja e ficou com a 5ª posição entre os maiores produtores da leguminosa no mundo.

Foram contabilizadas 9,9 milhões de toneladas produzidas, o que fez com que o país voltasse a figurar no top 5 mundial.

O motivo foram os bons rendimentos da safra 2019/2020, porém, outros fatores também influenciaram o resultado.

De acordo com Sonia Tomassone, da assessoria de comércio exterior da Câmara Paraguaia de Exportadores e Comerciantes de Cereais e Oleaginosas, além do tempo que favoreceu o cultivo, o investimento em tecnologia de ponta foi fundamental para a produção.

Ela explica que “existe muito mérito de toda a cadeia comercial, com destaque para a ascensão de rendimentos a incorporação de tecnologia de ponta”.

Destacou ainda o sistema produtivo sustentável do país, uma vez que o Paraguai utiliza uma área de 3.600.000 para o cultivo de soja.

A classificação leva em conta a quantia produzida, no entanto, se considerar o volume exportado, o país aparece em quarto lugar, ficando atrás do Brasil, Estados Unidos e Argentina.

A assessoria de comércio exterior da Câmara Paraguaia de Exportadores, não crê que seja possível ultrapassar a Argentina e figurar entre os três, pois a diferença é de quase 30%.

Da produção total paraguaia, a previsão é de que sejam exportados 5,5 milhões de toneladas; 3,8 milhões serão processadas para a fabricação de óleo e farinha; e parte que sobra é destinada para a alimentação de animais.

 

Continue Lendo
Publicidade

Agricultura

Prefeitura rondonense atende a cerca de 80 produtores com sêmen bovino

Número de doses, por produtor, foi ampliado de 30 para 50

Ato realizado na manhã desta sexta-feira, dia 05, na sala de reuniões do gabinete, marcou o repasse simbólico de doses de sêmen bovino, adquirido pela prefeitura de Marechal Cândido Rondon, através da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Sustentável, para produtores rurais. O ato contou com a presença do vice-prefeito Ilário Hofstaetter (o Ila), do secretário Adriano Backes, do analista técnico da Secretaria de Agricultura, Adriano Freitag, e de parte dos produtores beneficiados.

O programa de melhoramento genético é realizado anualmente. Em 2022, foram investidos cerca de R$ 55 mil em 3550 doses de sêmen de alta qualidade genética, que irão beneficiar cerca de 80 produtores. Conforme o Secretário Backes, as doses são oriundas de animais de ponta, de origem europeia, cuja procedência foi criteriosamente avaliada pelo médico veterinário da Secretaria de Agricultura, Fernando Marques Salles.

Adriano lembrou também que o número de doses disponibilizadas a cada produtor foi ampliado, de 30, como vinha acontecendo em anos anteriores, para 50 em 2022. “Agradecemos ao prefeito Marcio e ao vice Ila por estarem atentos às questões ligadas ao agronegócio e por avalizarem os pedidos realizados pela secretaria. Esse benefício é muito importante para o melhoramento genético nas propriedades e, consequentemente, para uma maior produção de leite. Pedimos aos agricultores que fizeram a solicitação, que tragam a documentação na prefeitura para retirar o benefício”, destacou Backes.

 

Fonte: Assessoria 

Continue Lendo

Agricultura

IAT vai discutir com autoridades e pescadores a antecipação da piracema

Representantes da Secretaria de Aquicultura e Pesca, do Governo Federal, estarão na região na próxima semana, para discutir mudanças na legislação pesqueira que impactam a atividade de amadores e profissionais.

Serão realizadas reuniões das quais, além das autoridades ligadas ao setor, devem participar associações de pescadores e também outras  pessoas interessadas em contribuir com a discussão em torno da pauta prevista.

A primeira reunião será no dia 9, terça-feira, na sede do IAT  em Toledo,  às 13 horas e 30 minutos conforme destaca  o Engenheiro de Pesca Taciano Maranhão..

 

 

Continue Lendo

Agricultura

Com elevado custo de produção suinocultura continua trabalhando no vermelho

A crise na suinocultura já fez muitos produtores abandonarem a atividade e o custo alto de produção tem mantido o setor no vermelho.

Um estudo que contou com a colaboração de produtores da região Oeste do Paraná, informou os dados de custos para compor uma planilha unificada com a agroindústria.

Os dados dos custos de produção têm objetivo de dar suporte aos produtores e a agroindústria nas negociações, mas também voltam a colocar à tona a crise sem precedentes do setor que sofreu consequências de fatores internos e externos.

Sem capital de giro e reservas para manter a atividade de pé, muitos produtores estão abandonando a atividade.

Quem ainda está insistindo no setor como por exemplo, os donos de unidades produtoras de leitões estão amargando prejuízo em torno de 20 reais por cabeça: enquanto a receita é de 46 reais por leitão, o custo médio pra esse segmento é de 66 reais.

 

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.