Conectado com

Geral

Diretor-Executivo da Sicredi Aliança alerta cooperados sobre golpes

Divulgação

O momento vivido pelo cooperativista de crédito na pandemia do coronavírus, em especial no que se refere a Sicredi Aliança Paraná/São Paulo, será detalhado em “A Personalidade da Semana”.

 

Serão entrevistados na edição deste sábado o presidente do Conselho de Administração e o diretor-Executivo da Sicredi Aliança, de Marechal Cândido Rondon, Adolfo Freitag e Fernando Fenner, respectivamente.

Eles falarão sobre as mudanças impostas no atendimento em razão da crise da Covid-19, procurando evitar a contaminação de colaboradores, cooperados e demais pessoas que trabalham com a instituição.

As linhas de crédito disponíveis para amenizar as dificuldades provocadas pela pandemia, as aplicações mais procuradas e as campanhas promocionais também serão destacadas.

Freitag e Fernando irão discorrer ainda sobre a redução nas taxas de juros, o crédito disponível por meio do Plano Safra 2020/2021 e o crescimento vivido pela Sicredi Aliança Paraná/São Paulo.

Embora continue com sua promoção comemorativa aos 35 anos de fundação em Marechal Cândido Rondon, a cooperativa de crédito está sendo obrigada a alterar sua programação.

Os prêmios ofertados aos seus associados estão garantidos, porém a forma de sorteios e também os shows inicialmente contratados sofreram modificação em função do protocolo do novo vírus.

Dentre outros pontos importantes da matéria jornalística, o diretor-Executivo Fernando Fenner alertará os cooperados sobre os golpes que não param de acontecer …….

 

A entrevista completa com os dirigentes da Sicredi Aliança PR/SP, Adolfo Freitag e Fernando Fenner será levada a ar amanhã, a partir das 11h00, em A Personalidade da Semana, e reprisada no Jornal Domingo.

Geral

Prefeitura de Toledo solicita na Justiça suspensão do decreto estadual

O Município de Toledo informa à população que ingressou na quarta-feira (08), com Ação Judicial requerendo, em pedido liminar, a suspensão dos efeitos do Decreto Estadual nº 4249/2020, que estabeleceu medidas restritivas ao comércio, diversas das adotadas pelo Decreto Municipal nº 843/2020 de 30 de junho. O Município argumenta que a medida de isolamento preconizada já havia sido tomada pela Administração, com a suspensão de atividades não essenciais do dia 20 ao dia 30 de junho. O Município defende a suspensão do decreto estadual restabelecendo-se os efeitos do Decreto Municipal nº 843/2020.

Conforme prevê o Art. 14 do Decreto Estadual nº 4249/2020, a fiscalização do seu cumprimento é de responsabilidade da Secretaria de Estado da Segurança Pública, por meio da Polícia Militar do Paraná, em cooperação com as guardas municipais, quando for possível. Dessa forma a Polícia Militar requisitou o acompanhamento da Guarda Municipal em ação deflagrada nesta tarde de quinta-feira, a qual oferecerá apoio dentro das suas possibilidades e competência. O Município, no entanto, aguarda a decisão da Justiça que pode ser disponibilizada a qualquer momento.

 

Fonte: Assessoria da prefeitura de Toledo

Continue Lendo

Geral

Covid-19: servidores testam positivo e UBS do Santa Felicidade é fechada em Cascavel

O prédio deve passar por sanitização e abrirá nos próximos dias…

A Unidade Básica de Saúde do Bairro Santa Felicidade precisou ser fechada nesta quinta-feira, em Cascavel.

Alguns servidores que atuam na unidade testaram positivo para Coronavírus e por precaução o prédio foi interditado.

Uma ação de sanitização deve ser feita no prédio e a abertura deve acontecer nos próximos dias.

Os moradores que precisam de atendimento devem procurar a unidade do Bairro Nova Cidade, onde os funcionários da UBS estão atendendo.

Fonte: CGN

Continue Lendo

Geral

Projeções indicam que o Paraná será o último estado a sair da pandemia

Estudo mantém previsão de pico da epidemia em 24 de agosto

Atualização da projeção da plataforma de ciências de dados em saúde “Funcional Health Tech” , prevê o pico da pandemia de Covid-19 no Paraná para o dia 24 de agosto.

Se isso se confirmar, o estado seria, ao lado de Santa Catarina, o último a atingir o pico entre os 27 entes federados do Brasil e, por consequência, o último a se livrar da pandemia causada pelo novo coronavírus.

O adiamento do pico traz insegurança quanto à duração das medidas de isolamento social e quanto ao impacto econômico das medidas de prevenção, mas é, segundo as autoridades em saúde, a melhor forma de se enfrentar uma epidemia causada por um vírus contra o qual não há vacina e nem medicação com eficácia comprovada.

O adiamento do pico significa o achatamento da curva e indica que o Estado teve tempo para se preparar para adequar as estruturas de saúde para atender à nova demanda.

O pico mais tardio também tende a ser com um menor número de casos ativos simultâneos, fundamental para que o sistema de saúde não entre em colapso, conforme a diretora executiva da Funcional Health, Raquel Marimon.

Segundo as projeções da empresa de inteligência de dados, o Paraná atingiria seu pico com 66,7 mil casos ativos na última semana de agosto, o que corresponde a 0,6% da população.

Além disso, a projeção da Funcional Health é que o estado chegue, ao final da pandemia, a 334 mil casos confirmados, ou seja, quase 10 vezes mais que o numero atual de casos e, segundo a empresa, 2 milhões 340 mil paranaenses infectados pelo vírus, acrescentando os casos leves e assintomáticos que não foram ou serão submetidos ao teste diagnóstico.

Mesmo com a estimativa de que mais de 2 milhões de paranaenses acabem tendo contato com o vírus em algum momento, o estudo também indica vantagem do Paraná em relação ao restante do país.

As projeções indicam que 20% da população paranaense acabará contraindo o vírus.

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.