Conectado com

Agricultura

FAEP orienta agricultores sobre cumprimento de contratos futuros de soja

O assessor jurídico da Federação da Agricultura do Estado do Paraná, Klaus Kuhnem, desaconselha os produtores rurais a buscarem o rompimento de contratos antecipados de soja.

 

A subida considerável do preço da soja, hoje com a cotação de 154 reais e 50 centavos, tem causado uma grande tensão nos contratos antecipados travados em 2020 e com vencimento para 2021.

De um lado, produtores rurais que consideram a variação do preço grande demais e, do outro, os credores que temem não receber o produto na data do vencimento dos contratos.

Neste passo, é grande o movimento de produtores que visam revisar os contratos, seja administrativamente ou judicialmente, trazendo os valores do grão para um patamar mais próximo do praticado atualmente.

Em rodas de agricultores na microrregião de Marechal Cândido Rondon, o que se ouve é que a grande maioria dos contratos foi firmado entre 90 e 94 reais a saca.

Os produtores não se queixam que terão prejuízos com os cumprimentos dos contratos, mas sim, que deixarão de ganhar cerca de 60 reais por cada saca de soja vendida antecipadamente.

A diferença entre o valor dos contratos e a cotação atual da soja motivou vários comentários entre a classe produtora, sobretudo, “se não seria viável o rompimento dos contratos firmados”.

Ciente desta preocupação manifestada por associados, o presidente do Sindicato Rural Patronal de Marechal Cândido Rondon, Edio Chapla, manteve contato com a Federação da Agricultura do Estado do Paraná.

O tema foi levado ao conhecimento do assessor jurídico da FAEP, advogado Klaus Kuhnem, que, ao ser questionado “se é possível o rompimento de contrato” , assim se manifestou…

 

Agricultura

Setor do Bloco de Produtor Rural continua atendendo na prefeitura

Assessoria

O governador do estado decretou lockdown em todo o estado do dia 27 de fevereiro até o próximo dia 8 de março, visando conter o avanço de contaminação pelo novo coronavírus. No período estará suspenso o funcionamento de todos os serviços e atividades não essenciais, inclusive do comércio.

Apesar do paço municipal rondonense estar fechado para a comunidade, os servidores públicos rondonenses trabalham de forma escalonada.
Um setor que no momento não admite paralisação é o do Bloco de Produtor Rural, na Secretaria de Agricultura e Política Ambiental, já que estamos em plena safra. Por isso o atendimento continua sendo realizado aos agricultores das 8h às 11h45 e das 13h15 às 17h.

Vale ressaltar que o atendimento é realizado cumprindo todas as recomendações sanitárias para evitar a disseminação do novo coronavírus.

 

Fonte: Assessoria

Continue Lendo

Agricultura

La Niña vai continuar alterando o clima na América do Sul

O La Niña vai continuar alterando o clima na América do Sul até pelo menos o final do ano , afetando de maneira preocupante o andamento da safra no Brasil.

 

Para  os próximos dias , pelo menos até dia  6 ,  o cenário será uma prévia do que virá pela frente: chuvas constantes no Mato Grosso e Matopiba, precipitações acima da média no sudeste , incluindo Goiás e Triangulo Mineiro, além do Estado de São Paulo, Rio de Janeiro  e Espírito Santo, porém  corte preocupante da umidade para os estados do Sul.

Conforme os meteorologistas, preocupação maior será  também com a Argentina, Uruguai e norte do Paraguai.

Para as lavouras do Rio Grande do Sul essas previsões atingirão a fase crucial da soja, que é o momento do enchimento dos grãos”.

Também a culturas de inverno serão prejudicadas, principalmente o trigo porém o que chama a atenção são os impactos na safrinha de milho em Santa Catarina e Paraná.

As configurações do modelo europeu para os próximos 45 dias  aconselham aos agricultores ajustarem seus planejamentos para evitar perdas.

O agrometeorologista  Luis Renato Lasinski  informa  que o La Niña permanecerá atuando sobre a América do Sul até o final do ano, afetando o inicio da próxima safra de verão, quando as chuvas deverão novamente chegar mais tarde do que de costume…

 

Continue Lendo

Agricultura

Sindicato Rural dá suposto a agricultores na declaração do Imposto de

O Sindicato Rural Patronal de Marechal Cândido Rondon estará dando todo o suporte necessário para que o produto faça corretamente sua Declaração do Imposto de Renda e não corra risco de cair na “malha fina”. 

 

A Receita Federal está começando a receber hoje, segunda-feira, a Declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física 2021 – ano base 2020.

O prazo vai até o dia 30 de abril, mas com maior antecedência no envio, mais vantagens o contribuinte pode ter.

Uma das principais vantagens de enviar o quanto antes a declaração é ter mais chances de receber a restituição, caso tenha direito, nos primeiros lotes de pagamento.

O contribuinte também ganha mais tempo para identificar e corrigir eventuais erros, sem contar que, no fim do prazo, ele corre o risco de enfrentar lentidão no sistema online usado para transmitir a declaração.

As restituições começarão a ser pagas em maio e vão até setembro – são cinco lotes de pagamento, um por mês.

A estimativa da Receita Federal é que sejam entregues este ano cerca de 32 milhões e 600 mil declarações.

Quem é obrigado a declarar e não o fizer, ou enviar a declaração fora do prazo, terá que pagar multa de, no mínimo, 165 reais e 74 centavos, e máximo de correspondente a 20% do imposto devido.

É obrigado a declarar o Imposto de Renda quem recebeu rendimentos tributáveis acima de 28 mil 559 reais e 70 centavos em 2020.

Tanto o preenchimento quanto a entrega da declaração devem ser feitas por meio do Programa Gerador do Imposto de Renda 2021.

O encaminhamento das declarações do Imposto de Renda é um dos muitos serviços prestados pelo Sindicato Rural Patronal de Mal. Cândido Rondon, que já está á disposição dos produtores interessados.

O presidente da entidade, Edio Chapla, fala a respeito…….

 

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.