Conectado com

Agricultura

Governo decreta estado de emergência fitossanitária para SC e RS por causa dos gafanhotos

Divulgação

Através de uma portaria publicada hoje no Diário Oficial da União o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento declarou estado de emergência fitossanitária para Santa Catarina e Rio Grande do Sul por causa da nuvem de gafanhotos que se aproxima do Brasil.

O texto assinado pela ministra Tereza Cristina afirma que serão adotados um plano de supressão da praga e adoção de medidas emergenciais.

O estado de emergência decretado hoje tem validade de um ano.

Os insetos chegaram na Argentina na última semana, no dia 17, depois de passarem pelo Paraguai.

Com os fortes ventos, o deslocamento dos gafanhotos é impulsionado.

As autoridades da cidade de Córdoba informaram pelo Twitter que estão monitorando a situação e que existe um protocolo de trabalho para ser ativado em caso de pragas.

As nuvens costumam acontecer quando o número de membros da população tem um salto exagerado e falta comida na região, fazendo com que todos saiam atrás de alimento.

Uma nuvem pode ter até 40 milhões de insetos, como informam as autoridades argentinas.

 

Continue Lendo
Publicidade

Agricultura

Paraná aguarda com ansiedade reconhecimento internacional de área livre de aftosa

Paraná aguarda reconhecimento internacional de área livre de aftosa, para garantir ampliação de mercados.

Mesmo com todos os desafios impostos pela pandemia do novo coronavírus, o Paraná conseguiu manter o cronograma para o reconhecimento internacional como área livre de febre aftosa sem vacinação.

A retirada da vacinação foi adiada em diversos estados  porém o  fato de o Paraná, assim como Rio Grande do Sul, Acre, Rondônia e partes do Amazonas e Mato Grosso,  estar em um estágio mais avançado que a média nacional, o calendário segue mantido.

Desta forma em maio deste ano a Organização Mundial de Saúde Animal  deve chancelar o território paranaense como área livre da doença sem necessidade de vacina.

Conforme o  presidente do Sistema Faep\Senar-Pr, Ágide Meneguette,  trata-se de uma conquista que reúne todos os elos da cadeia produtiva e  uma vitória que vai alavancar a produção de proteínas animais no  Estado.

O processo de  reconhecimento do Paraná como área livre de febre aftosa sem vacinação está na reta final, pois todos os documentos necessários já foram encaminhados a OIE, que faz as últimas checagens do material.

É preciso lembrar que nos últimos dois anos, o território paranaense passou por diversas auditorias e avaliações do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, antes que a pasta encaminhasse os detalhes que demonstram a robustez do sistema sanitário estadual.

Com isso, o setor aguarda o anúncio oficial pela OIE.

Rafael Gonçalves Dias, gerente de saúde animal da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná , informa que além do trabalho desenvolvido ao longo de décadas, nos últimos anos houve toda uma mobilização para que o Estado saísse na frente em relação ao reconhecimento.

As auditorias do Mapa, que culminaram no reconhecimento nacional do Paraná como área livre de aftosa sem vacinação, em outubro de 2019, apontaram algumas pendências no sistema sanitário, que foram ajustadas com o passar do tempo.

Um dos únicos pontos que ainda aguarda resolução é a realização de um concurso público para contratação de fiscais agropecuários.

Continue Lendo

Agricultura

Operação Safra recupera estradas no interior de Marechal Cândido Rondon

A Secretaria de Obras e Serviços Públicos de Marechal Rondon está em andamento com a Operação Safra 2021.

Além de uma equipe que está mapeando o município para identificar os piores pontos para que os trabalhos sejam iniciados com urgência, outras equipes realizam serviços em diversos pontos, com patrolamento com solo brita, como é o caso nas Linhas São Cristóvao, Perdigão, Horizontina e Guavira.

O secretário de Obras, Jeferson Dahmer, fala dos trabalhos da Operação Safra em Marechal Rondon…………………………gravação………………………

 

Continue Lendo

Agricultura

Secretaria de Viação e Serviços Públicos dá continuidade aos trabalhos de manutenção nas estradas rurais

Objetivo é garantir que as vias estejam em boas condições para o escoamento da safra.

A Secretaria de Viação e Serviços Públicos de Marechal Rondon nas primeiras semanas de 2021 dá sequência a um trabalho que vinha sendo realizado na gestão passada, de promover melhorias em estradas rurais que ainda não foram pavimentadas.

Conforme o secretário Jeferson Dahmer, muitos quilômetros de vias já receberam serviços de patrolamento e colocação de solo brita. Nesta semana as equipes estão atuando nas Linhas Guavirá, Horizontina e na Linha São Cristóvão.

Na sequência os serviços irão seguir para outras localidades. O objetivo é deixar as estradas em boas condições, especialmente para o escoamento da safra, que neste ano será colhida mais tardiamente, se comparado ao ano passado. “Até o início da colheita da safra as principais vias estarão todas revisadas. É um trabalho que não para. Equipes atuam periodicamente para deixar tudo organizado”, enfatizou Jeferson.

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.