Conectado com

Política

Governo do Paraná autoriza contratação de 3.000 agentes de segurança pública

Arnaldo Alves / AEN

O governador Ratinho Junior autorizou nesta quarta-feira os concursos públicos para contratação de dois mil policiais militares e 400 bombeiros.

Além disso, o Estado vai selecionar 50 delegados, 300 investigadores e 50 papiloscopistas para a Polícia Civil.

Também foram abertas 238 vagas para agentes de cadeia, que vão complementar o quadro do Depen – Departamento Penitenciário.
Ratinho Junior ressaltou que segurança pública se faz com inteligência e tecnologia, mas principalmente com presença física e recursos humanos para atender todas as demandas da sociedade.

Dentre os resultados obtidos, o governador destacou que mais da metade das cidades do Paraná não registrou nenhum homicídio neste ano, porém, ele lembrou que o maior número de prisões também exige a abertura de mais espaço no sistema prisional, e que há um planejamento do Estado nesse sentido.

O secretário da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Rômulo Marinho Sores, disse que as polícias têm buscado trabalhar com planejamento estratégico, integração, inteligência e boas práticas.

A contratação de novos policiais militares representa um ganho de material humano e de reposição ao efetivo, segundo o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Péricles de Matos..

Na cerimônia, o governador também assinou um decreto autorizando as progressões de mais 143 policiais militares.
Em julho, ele já havia assinado os avanços de carreira de 1.582 policiais militares e civis.

O delegado-geral Silvio Rochemback afirmou que a abertura do edital é imprescindível para que a Polícia Civil desempenhe a função de polícia judiciária.

O delegado-geral destacou que as novas vagas serão distribuídas de acordo com critérios técnicos para atender demandas represadas que sobrecarregam o trabalho de investigação.

Já os 400 novos bombeiros vão reforçar unidades de diversas regiões do Estado, com a ampliação principalmente nos serviços de atendimento à emergências, enquanto os novos agentes de cadeia serão contratos por meio do PSS, Processo Seletivo Simplificado.
Eles atuarão nas unidades que serão concluídas até o fim deste ano ou até meados de 2020, e serão responsáveis pela segurança interna e na condução da rotina dos presos.

Continue Lendo
Publicidade

Geral

Articulação de Hussein Bakri beneficia 1,4 mil entidades assistenciais cadastradas no Nota Paraná

Líder do Governo na Assembleia Legislativa, o deputado Hussein Bakri (PSD) anunciou, nesta quarta-feira (13), que será suspensa a alteração no Nota Paraná que prejudicava as 1,4 mil entidades assistenciais cadastradas no programa.

Segundo o parlamentar, as instituições poderão continuar a receber notas fiscais de todo o estado independente da cidade onde estão sediadas.

“Fui procurado pelos deputados Alexandre Amaro e Cobra Repórter e também pelo Bernardo Marino, que representa a Frente das Organizações de Proteção Animal do Paraná. Eles manifestaram preocupações muito sérias em relação a essa mudança no Nota Paraná. Conversei com o Governador Ratinho Junior e com o Chefe da Casa Civil, Guto Silva, que já determinaram a suspensão dessa alteração. Qualquer outra mudança que possa vir a acontecer será construída com muito debate e diálogo com todas as entidades”, afirmou Hussein Bakri.

Conforme publicado em diário oficial na última sexta-feira (8), somente as notas fiscais emitidas na cidade de origem da instituição poderiam ser usadas para doações (que revertem em créditos).

Mas como muitas entidades montaram redes de coletas de notas fiscais, atuando em vários municípios, a alteração iria afetar a receita dessas instituições, inclusive inviabilizando o funcionamento de centenas delas.

“Agradeço o empenho do deputado Hussein em ter intermediado esse gol de placa para as entidades assistenciais que participam do Nota Paraná. A suspensão dessa medida vai garantir a continuidade da prestação de serviços importantíssimos em todo o estado”, comemorou Bernardo Marino, que é ativista dos direitos dos animais e funcionário da Comissão de Ecologia, Meio Ambiente e Proteção aos Animais da Assembleia.

 Ouça palavra do deputado Hussein Bakri

 

 

 

 

 

Continue Lendo

Política

Prefeito de Entre Rios do Oeste destaca recursos liberados para o setor de saúde

Nesta semana em Curitiba, junto com prefeitos de outros municípios da região, o de Entre Rios do Oeste, Jones Heiden, assegurou recursos, via emenda parlamentar, através do Programa Paraná Mais Cidades.

Conforme o prefeito Jones, são 100 mil reais a fundo perdido para investimentos no setor de saúde..

 

Continue Lendo

Política

Depois de polêmicas, presidente Bolsonaro anuncia sua saída do PSL

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta terça-feira a aliados que vai deixar o PSL e que vai trabalhar para criar um novo partido, chamado Aliança pelo Brasil.

Ele também vai criar o partido “Aliança pelo Brasil” 

A informação foi dada por deputados que participaram de reunião no Palácio do Planalto com o presidente.

A deputada Bia Kicis disse esperar que Bolsonaro presida o novo partido.

Segundo ela, a primeira convenção da sigla será realizada em 21 de novembro e o senador Flávio Bolsonaro sairá de imediato do partido.

O deputado Daniel Silveira afirmou que a ideia dos deputados é permanecer no PSL até que a criação da nova legenda seja formalizada.

Os advogados de Bolsonaro estimam que vão conseguir entregar, até março do ano que vem, as cerca de 500 mil assinaturas exigidas pelo Tribunal Superior Eleitoral para criação de nova sigla.

A ideia é viabilizar o partido a tempo de lançar candidatos às eleições municipais de 2020, o que exige aprovação na corte eleitoral até abril.

De acordo com o deputado Daniel Siqueira, o TSE ainda não confirmou, “mas vai” permitir que a coleta das assinaturas necessárias seja feita por meio de um aplicativo para dispositivos móveis.

A disputa interna do PSL veio à tona em 8 de outubro.

Naquele dia, na porta do Palácio da Alvorada, Bolsonaro criticou o presidente do partido, Luciano Bivar, a um pré-candidato a vereador do Recife, em Pernambuco.

A partir daí, houve uma série de farpas trocadas entre os dois grupos antagônicos que se formaram entre os correligionários.

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.