Conectado com

Policial

Homem mantém enteados de reféns por mais de 15 horas e PM tenta negociação

Reprodução Tarobá News

Mais militares do Bope – Batalhão de Operações Especiais – chegaram Cafelândia, na madrugada de terça-feira, para dar continuidade às negociações com um homem de 39 anos que mantém os dois enteados reféns há mais de 12 horas.

Os policiais chegaram à residência, localizada no Bairro Benjamim Motter, pouco antes das 03h00.

No local, outras equipes do Bope já negociavam com o suspeito, que mantém dois adolescentes, de 12 e 14 anos, reféns desde o início da tarde de ontem, segunda-feira.

Os militares se reuniram em frente ao imóvel e realizaram uma breve reunião, entretanto, a PM descarta entrar no local antes de esgotar todas as possibilidades de negociação.

A intenção é fazer com que o suspeito se entregue de forma pacífica, garantindo a sua integridade física e também a das duas vítimas.

Familiares, que acompanham as negociações, relataram que o homem teria problemas psiquiátricos e fez os dois enteados reféns após uma discussão.

Com uma faca, o suspeito ameaça os dois adolescentes caso os policiais tentem entrar no local.

Do lado de fora, familiares aguardam ansiosamente pelo desfecho da situação.

A situação chamou a atenção dos moradores da pacata cidade de Cafelândia e, por conta do grande número de curiosos, a PM isolou a Rua Elizabeta Pereira, no Bairro Benjamim Motter, onde fica a casa da família.

Além de equipes da Polícia Militar, ambulâncias do Samu também estão posicionadas nas proximidades em caso de necessidade.

Continue Lendo
Publicidade

Policial

Combater roubos de caminhonetes é desafio da Polícia Civil em Mal. Rondon

Combater os roubos de caminhonetes na região Oeste do Paraná, segundo o delegado de Polícia Civil de Mal. Cândido Rondon, Rodrigo Baptista Santos, é um dos grandes desafios da segurança pública regional.

Há cerca de oito meses como titular da 47ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Marechal Cândido Rondon, Rodrigo Baptista Santos, será entrevistado em “A Personalidade da Semana”.

Além de fazer uma avaliação do trabalho desenvolvido até então, o delegado também vai revelar a estrutura da Polícia Civil na comarca e destacará ações necessárias para fazer frente a criminalidade.

Apesar de a estrutura carcerária ter melhorado com a vigilância passando a competência exclusiva do Departamento Penitenciário, ele acha precária e ultrapassada a cadeia pública local.

Em nível de Brasil, o delegado considera que faltam projetos para a ressocialização dos presos e uma melhor divisão de espaços para separar os presos mais perigosos dos demais.

Em se tratando de Marechal Cândido Rondon, Rodrigo Baptista Santos se diz espantado com o elevado índice de suicídios e também dos casos de violência contra as mulheres.

Quanto as ocorrências envolvendo menores infratores, o delegado cita que diminuiu consideravelmente os números, ao contrário das situações envolvendo arrombamentos e demais furtos.

Dentre outras questões, em “A Personalidade da Semana” o chefe da 47ª Delegacia Regional de Polícia Civil falará sobre o projeto anticrimes elaborado pelo ministro Sérgio Moro.

Ele também abordará a polêmica decisão do Supremo Tribunal Federal de acabar com a prisão após condenação em segunda instância, ou seja, até que todos os recursos tenham sido cessados.

Quanto ao caso mais grave nesses oito meses de Marechal Cândido Rondon, o delegado aponta o incêndio criminoso registrado recentemente em Mercedes, que matou uma jovem e deixou um rapaz ferido gravemente.

Acerca das investigações, revela que elas estão bastante adiantadas, a intenção dos envolvidos era de fato assassinar a jovem e a autoria e motivação estão bem próximas de serem desvendadas.

Uma das grandes preocupações do delegado Rodrigo Baptista Santos diz respeito as constantes ações de marginais na prática de roubos de caminhonetes no município e região…

 

Continue Lendo

Geral

Itaipu repassa Base Náutica de Entre Rios para sediar unidade do BPFron

BPFron/Divulgação

A Itaipu Binacional repassou, por meio de contrato de comodato, as instalações da Base Náutica de Entre Rios do Oeste para o Batalhão de Polícia de Fronteira, localizado em Marechal Cândido Rondon.

A cessão foi possível graças a uma parceria entre a Diretoria de Coordenação de Itaipu e a Polícia Militar do Estado do Paraná.

A partir desta quinta-feira, o BPFron manterá um efetivo permanentemente no local.

O Batalhão de Polícia de Fronteira é responsável pelo policiamento ostensivo preventivo fardado, para a preservação da ordem pública e operações diversas na região de fronteira do Brasil com o Paraguai e Argentina.

A BPFron também atua no recobrimento de unidades instaladas – em casos de ocorrências complexas – e no apoio a outras forças de Segurança.

O objetivo principal é prevenir e reprimir a prática de crimes transfronteiriços, conforme diretrizes do Comando-Geral da Polícia Militar.

Para o diretor de Coordenação, general Luiz Felipe Carbonell, que também ocupou a função de secretário de Segurança Pública do Estado do Paraná, “a presença de um efetivo da PM dentro da faixa de proteção de Itaipu, em uma posição estratégica às margens do reservatório, fortalece a presença do Estado na fronteira, inibe o cometimento de crimes transfronteiriços e contribui para a manutenção da inviolabilidade da área de proteção permanente.

A medida está alinhada às diretrizes do diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, que tem pautado a sua gestão à frente da binacional pela austeridade e investimentos no desenvolvimento da região Oeste do Paraná.

Carbonell acrescenta que, dentro desse contexto, a segurança pública assume um papel de destaque e o apoio a iniciativas desta natureza está perfeitamente em consonância com o modelo de administração adotado.

 

 

Continue Lendo

Policial

Polícia Civil de Santa Helena divulga redução nos crimes de furto e roubo em 2019

A Polícia Civil de Santa Helena divulgou ontem o balanço das ações realizadas durante o ano de 2019 no município.

Segundo o delegado Geraldo Evangelista, houve redução em alguns crimes como por exemplo, furto e roubo.

Este ano foram contabilizados oito homicídios, sendo que em sua grande maioria houve a elucidação dos casos e outros seguem sendo investigados.

Em relação ao combate ao tráfico de drogas, operações foram desencadeadas pela Polícia Civil nas quais resultaram com diversas apreensões e prisões.

Segundo Geraldo Evangelista, o bom trabalho da polícia conta a parceria da Polícia Militar, Poder Judiciário e o apoio da comunidade sempre ativa repassando informações de forma sigilosa.

Com a chegada do Fim de Ano, algumas atividades vão paralizar devido ao recesso no setor público, porém em Santa Helena os plantões 24h serão mantidos e haverá equipes de investigação nas ruas auxiliando nos trabalhos da Polícia Militar durante a realização da Operação Verão 2019/2020.

Para o ano de 2020, a Polícia Civil de Santa Helena deve seguir com foco de melhorar o atendimento a população, priorizar a qualidade no inquérito policial, combater o crime de tráfico de drogas, crimes contra o patrimônio e a apuração rigorosa dos crimes contra a vida.

 

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.