Conectado com

Agricultura

Isenção de ICMS na ração irá estimular nossa produção de proteína animal

Assessoria

Projeto de Lei apresentado pelo deputado estadual Marcel Micheletto (PL), propõe a isenção de ICMS* na ração utilizada para alimentar os animais durante o processo de produção da proteína.

De acordo com o parlamentar, o projeto tem como objetivo estimular o agronegócio no Estado do Paraná e, sobretudo buscar avanços para a produção da carne, fundamental segmento gerador de empregos e tributos na economia paranaense.

Em sua justificativa, Micheletto destaca a relevância da produção da proteína animal para a economia paranaense, “O Paraná é o maior produtor avícola do País, em 2017 fomos responsáveis por 34,17% do total de frangos produzidos no Brasil, praticamente a soma de Santa Catarina e Rio Grande do Sul juntos, segundo e terceiro maior produtor. Lembrando que existe um cenário de oportunidade em relação carne de frango, em abril deste ano, as exportações brasileiras totalizaram 338,9 mil toneladas. Nosso estado também é o segundo maior produtor de suínos, outro setor que registrou crescimento, foram 58,1 mil toneladas em abril. A carne bovina também merece destaque, o ano de 2018 foi recorde de produção, de acordo com a pesquisa divulgada pelo IBGE, o Estado produziu quase 350 mil toneladas da proteína vermelha. Número de abates, que totalizou 1.441.473 cabeças”, defendeu.

Micheletto ainda afirma que a medida irá gerar mais receita para o estado e não renúncia fiscal, “O projeto não representa uma renúncia de fiscal, mas sim um estimulo econômico para o setor da carne, que com sua ampliação irá gerar empregos, consumo e desta forma elevar a receita tributária do estado”, argumenta.

*ICMS – Imposto Sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual, Intermunicipal e de Comunicação

 

Agricultura

Confira algumas entrevistas registradas no Dia de Campo Copagril 2020

Continue Lendo

Agricultura

Paraná reforça defesa agropecuária nas fronteiras com SC e Argentina

O Paraná

O Paraná reforçou neste ano a defesa agropecuária nas divisas com Santa Catarina e na fronteira com a Argentina, no Sudoeste do Estado.

A medida é parte do protocolo de conquista do status internacional de área livre da febre aftosa sem vacinação.

Desde o dia 6, os postos de fiscalização da região, ligados à Unidade Regional de Francisco Beltrão, não permitem o ingresso e incorporação de animais vacinados contra a doença.

Com o início do trabalho na região, o Estado passa a contar com fiscalização integral, 24 horas por dia, em toda a extensão territorial, seja na divisa com outros estados ou na fronteira com países.

O reforço na fiscalização é mais um passo para a declaração internacional do Paraná como livre da febre aftosa sem vacinação.

Como parte do protocolo, o Estado já foi dispensado da vacinação, que normalmente ocorria em novembro.

Também por determinação do Ministério da Agricultura foi proibida a manutenção e uso de vacina em território paranaense.

Uma Instrução Normativa determina a defesa agropecuária nas divisas e na fronteira com a Argentina.

A exceção é para a entrada de bois e búfalos destinados ao abate.

Eles, porém, devem estar necessariamente em veículo lacrado e ter como destino abatedouro com inspeção oficial.

Ao todo são 33 postos espalhados pelas estradas do Paraná e, segundo o secretário de Estado da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara, é preciso proteger o status sanitário do Paraná, e as medidas foram tomadas após entendimento com o setor produtivo, para garantir mais mercado para a produção paranaense….

Com informações do O Paraná

Continue Lendo

Agricultura

Segundo presidente da cooperativa, evento superou expectativas

Nem a chuva registrada na tarde de ontem tirou o brilho do Dia de Campo da Cooperativa Agroindustrial Copagril, em Mal. Cândido Rondon.

Foram dois dias destinados para o compartilhamento de conhecimento e difusão de novas tecnologias, com novidades para a lavoura, pecuária, atividades do campo e também para o dia a dia do homem da cidade.

Foram apresentados aos cooperados e demais visitantes s novidades e melhorias para o trabalho no campo.

Ao todo foram apresentados mais de 70 híbridos de milho, quase 60 cultivares de soja e mais de 20 espécies de pastagens.

Também houve a exposição de veículos, máquinas e implementos agrícolas, dentre outros materiais utilizados no campo.

O Dia de Campo faz parte da trajetória da cooperativa desde o princípio de sua atuação, onde a disseminação do conhecimento, a inovação e a melhoria são fundamentais para o desenvolvimento dos cooperados, fortalecendo a produção agrícola e pecuária.

O evento teve um apelo mais importante em relação aos demais, já que ele ocorreu no ano em que a Copagril comemora 50 anos de fundação.

Com uma participação de cerca de 13 mil pessoas, segundo o diretor-presidente da cooperativa, Ricardo Chapla, o Dia de Campo 2020 superou as expectativas…

 

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.