Conectado com

Agricultura

Mesmo com pandemia PIB do Paraná cresceu no trimestre

Números foram puxados pelo desempenho do setor agropecuário

Números divulgados ontem pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social – Ipardes – , órgão vinculado à Secretaria de Estado do Planejamento e Projetos Estruturantes, mostram que o Produto Interno Bruto do Paraná apresentou crescimento de 2,3% no primeiro trimestre de 2020, na comparação com igual período do ano passado.

O resultado foi obtido principalmente pelo desempenho da agropecuária, que registrou aumento de 14,96%, puxado por uma supersafra de grãos de verão.

O PIB brasileiro apresentou retração de 0,3% no primeiro trimestre de 2020.

No resultado com ajuste sazonal, na comparação com o trimestre imediatamente anterior, o PIB do Paraná teve alta de 1,28%, enquanto no país a queda foi de 1,5%.

Ao falar sobre o desempenho positivo, o governador Ratinho Jr destacou que o Governo do Estado pretende ampliar investimentos e para isso, conta com 600 milhões de reais para promover melhorias nos municípios.

Além disso, a administração aguarda o aval federal para acessar um financiamento de 1 bilhão e 600 milhões de reais para aplicar em obras de infraestrutura.

No primeiro trimestre o PIB do Paraná somou 128 bilhões 920 milhões de reais.

Além do bom desempenho do agronegócio, que é responsável por cerca de um terço do PIB paranaense, os impostos líquidos de subsídios também apresentaram resultado positivo de 0,61% no período.

Continue Lendo
Publicidade

Agricultura

Congresso garante base de cálculo justa para contribuição das cooperativas

Nos últimos tempos a Bancada Ruralista do Congresso Nacional trabalhou na tentativa de resolver um problema que “afetava em cheio” as cooperativas e os associados integrados.

Ocorre que, numa interpretação da Receita Federal do Brasil, o produtor integrado a uma cooperativa teria que pagar até 10 vezes mais de contribuição em comparação ao integrado de uma empresa do setor.

Deputados e senadores ligados ao agronegócio sempre consideraram essa questão “injusta”, uma vez que a contribuição do Funrural deve ser igual para todos os agricultores.

Ontem, segundo o deputado federal Sérgio Souza, do MDB, o Congresso Nacional conseguiu uma importante vitória em defesa dos interesses dos produtores integrados a cooperativas…

 

Continue Lendo

Agricultura

Entidades se mobilizam contra a cigarrinha da safra verão

Tomando por base números do ano passado, onde apesar da boa produtividade ocorreram, principalmente na região Oeste Paranaense, em lavouras de milho safrinha ocorreram perdas significativas em sua produtividade devido a problemas fitossanitários.

Esse fato se repetiu na safrinha deste ano e vem preocupando agricultores, assistência técnica e a Defesa Agropecuária do Estado.

Para averiguar a causa do problema, de tombamento e morte súbita de plantas, uma equipe da Embrapa Milho e Sorgo esteve em municípios da região no ano passado, inclusive em Marechal Cândido Rondon e Mercedes.

Na ocasião os pesquisadores observaram alta incidência da cigarrinha do milho e sintomas típicos dos enfezamentos, além de tombamento e morte súbita de plantas.

Por conta disso, entidades se mobilizaram e durante uma reunião realizada ontem, lançaram uma campanha chamando a atenção dos agricultores, para a necessidade de eliminar plantas voluntárias de milho, presentes na lavoura.

Quem fala a respeito é o presidente do Sindicato Rural Patronal, Edio Chapla…

 

Continue Lendo

Agricultura

Lideranças discutem reconhecimento internacional do Paraná pela OIE

Encontro ocorreu por videoconferência com o objetivo de discutir questões ligadas à sanidade animal

O secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, e o diretor-presidente da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná, Otamir Cesar Martins, estiveram reunidos com lideranças do setor produtivo paranaense, entre as quais o superintendente da Ocepar, Robson Mafioletti.

O encontro ocorreu por videoconferência com o objetivo de discutir questões ligadas à sanidade animal e contou também com a participação de representantes do Ministério da Agricultura, Faep, Sindiavipar, Sindicarne, Fundepec e da Frimesa.

Um dos pontos em debate foi resultado do inquérito soro-epidemiológico do rebanho bovino do Estado, iniciado pela Adapar na segunda quinzena do mês de maio.

Trata-se de uma das últimas providências para o reconhecimento internacional do Paraná como Área Livre de Febre Aftosa sem Vacinação pela Organização Mundial da Saúde Animal, prevista para ocorrer em 2021.

O inquérito foi concluído com a coleta de 10 mil amostras em 330 propriedades rurais do Estado.

Na videoconferência, foram tratados sobre os próximos passos dentro do processo de reconhecimento internacional do Paraná como Área Livre de Febre Aftosa Sem Vacinação, legislação e, ainda, peste suína clássica, brucelose e tuberculose.

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.