Conectado com

Policial / Trânsito

Polícia Civil realiza mais operações e prisões de um ano pro outro no Paraná

Polícia Civil apreendeu mais de 7 toneladas de maconha em agosto (Foto: PCPR)

No primeiro semestre de 2019, a Polícia Civil do Paraná realizou 183% mais operações de repressão qualificada contra o crime do que no mesmo período do ano passado. O crescimento no número de prisões nessas ações foi ainda mais expressivo: 216% a mais de janeiro a junho deste ano.

Enquanto de janeiro a junho deste ano também foram deflagradas 133 ações do gênero em todo Paraná, em 2018 foram 47. O número de prisões subiu de 325 no ano passado para 1.028 neste ano.

Entre os motivos para esta alta nas operações e prisões, está a área de tecnologia e inteligência, que em breve deve ter mais um recurso.
A Polícia Civil do Paraná começou a disponibilizar uma nova solução tecnológica, nomeada como IBM DB2 Analytics Accelerator (IDAA), destinada a policiais civis do Estado. Essa ferramenta de inteligência permite o cruzamento de informações contantes em vários bancos de dados da segurança pública, que antes não se comunicavam.

O objetivo da nova ferramenta é tornar investigações mais ágeis e eficientes, garantindo maior qualidade ao trabalho que a PCPR presta à população. Os policiais civis podem acessá-la através do sistema “SESP Intranet”. O acesso está sendo disponibilizado gradativamente, até que alcance todas as unidades da instituição.

De acordo com o delegado-geral da PCPR, Silvio Jacob Rockembach, os resultados de análises de inteligência que chegavam a demorar dias, agora poderão ser obtidos em questão de minutos.

Fonte: Bem Paraná
Continue Lendo
Publicidade

Policial / Trânsito

Reviravolta no caso envolvendo empresário rondonense que morreu por disparo de arma de fogo

Tudo indica que ele não teria sido assassinado

As investigações em torno da morte do empresário Juliano Aurélio Marchi, de 33 anos, ganharam novos rumos e o que era para ser assassinato, passou a ser tratado como “disparo acidental”.

O delegado de Policia Civil de Marechal Rondon, Pedro Lucena, ainda não se pronunciou sobre o caso.

O crime ocorreu na quarta-feira (22) em uma chácara na Linha Heidrich, interior do município.

A primeira versão apresentada por um amigo da vítima, foi de que uma motocicleta ocupada por dois homens passou pelo local e um deles teria atirado contra Juliano.

Ferido, ele passou pela UPA Marechal, foi transferido para Toledo, onde no domingo (26) foi confirmada sua morte cerebral.

A família autorizou a doação de órgãos, e o corpo do empresário rondonense será sepultado nesta manhã de terça-feira (28).

Com o andamento das investigações, surgiu uma nova versão para o ocorrido, de que vitima e mais alguns amigos estariam na chácara, quando um deles mostrou uma arma que tinha comprado, momento em que aconteceu um disparo acidental.

Essa nova informação ainda não foi confirmada pelo delegado rondonense Pedro Lucena.

 

Continue Lendo

Policial / Trânsito

Jovem é agredida pelo namorado com pedaço de madeira e vai parar no hospital em Assis

Segundo ela, seu companheiro a atacou com um pedaço de madeira de uma cadeira, causando ferimentos na cabeça, membros superiores, tórax e membro inferior esquerdo.

 

Em Assis Chateaubriand, uma mulher foi agredida pelo próprio companheiro com um pedaço de madeira de uma cadeira. A vítima foi encontrada ferida no Hospital Beneficente Moacir Micheletto, onde o pai a encontrou após receber um pedido de socorro.

O caso veio à tona por volta das 13h, quando a Polícia Militar de Assis Chateaubriand recebeu uma chamada telefônica de uma mulher solicitando ajuda para sua filha. A equipe policial se dirigiu ao hospital, onde a vítima relatou a agressão sofrida.

Segundo ela, seu companheiro a atacou com um pedaço de madeira de uma cadeira, causando ferimentos na cabeça, membros superiores, tórax e membro inferior esquerdo.

A equipe policial, em seguida, se deslocou até o endereço fornecido pela vítima na tentativa de localizar o agressor. Contudo, ao chegarem ao local, a residência estava vazia. A vítima foi orientada sobre seus direitos e um boletim de ocorrência foi redigido e encaminhado à 48ª Delegacia Regional de Polícia (DRP) para as devidas providências.

 

Fonte: CGN

Continue Lendo

Policial / Trânsito

Grávida acorda em motel com lesões e polícia apura se foi vítima de estupro em Cascavel

Após equipe da UPA identificar sangramento foi levada para o Huop

 

Mulher grávida, de 27 anos, foi encaminhada ao Hospital Universitário do Oeste do Paraná com machucados.

A jovem acordou em um motel na BR 467 em Cascavel, as suspeitas são de que ela foi dopada. Devido a situação que estava foi encaminhada primeiro para a UPA Brasília, ela estava com muitas dores nas regiões íntimas. A equipe ainda identificou sangramento.

Há suspeitas de que ela foi vítima de estupro. A Polícia Civil apura as circunstâncias que levaram a mulher ficar dessa forma. Quem tiver denúncias deve repassar para a Polícia Civil no 197.

A Polícia Civil ainda não se posicionou com atualizações sobre o caso.

 

Fonte: Catve

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.