Conectado com

Economia

Ponte da Integração pode gerar acordo comercial inédito entre Brasil e o Paraguai

Um acordo comercial inédito entre Brasil e Paraguai poderá ser criado para evitar sobretaxações de impostos do material que será utilizado na construção da Ponte da Integração, nos dois lados da obra.

 

Poderão ser abertos novos mercados para importação e exportação 

 

As tratativas sobre o tema foram levantadas em uma reunião na semana passada, na Diretoria de Coordenação da Itaipu, que debateu, entre outros assuntos, as soluções para garantir que insumos, como cimento e aço, que já pagaram tributos no Brasil não sejam novamente taxados ao entrarem no Paraguai.

Financiada pela margem brasileira da Itaipu Binacional, a segunda ponte sobre o Rio Paraná vai ligar Foz do Iguaçu a Presidente Franco.

O acordo comercial, cuja proposta será levada à diplomacia dos dois países por representantes da Itaipu, poderá ser aplicado também na outra ponte entre Brasil e Paraguai – que ligará Porto Murtinho a Carmelo Peralta, no Paraguai, fazendo parte do Corredor Rodoviário Bioceânico.

Um acordo binacional como este já possui precedente: os anos 90, por ocasião da construção da também chamada Ponte Internacional da Integração, sobre o Rio Uruguai, ligando o município gaúcho de São Borja, no Rio Grande do Sul, a Santo Tomé,a na Argentina.

Na época, por meio de troca de notas assinadas pelos governos brasileiro e argentino, foi criado um acordo que isentou os materiais de toda tarifa de importação ou qualquer imposto.

Este acordo é importante porque os insumos que serão incorporados à ponte, na margem paraguaia, são taxados com o Imposto Sobre Valor Agregado, relativo à importação daquele produto no Paraguai.

Em relação ao maquinário não há problema, visto que ele é submetido ao regime de exportação temporária, que suspende o pagamento de impostos, desde que estas máquinas, como caminhões e tratores, retornem ao País de origem em prazo determinado.

“As duas pontes são estratégicas para os dois países, por isso, é do interesse de Brasil e Paraguai que sejam resolvidas estas questões”, comentou o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna.

Segundo mele, com a Ponte da Integração concluída, vai começar uma nova era para os países, que poderão ampliar seu comércio e abrir os mercados de importação e exportação para os demais países da região.

Segundo o diretor de Coordenação, general Luiz Felipe Carbonell, outras reuniões com diferentes atores estão previstas.

Um deles será com a Polícia Federal do Brasil e do Paraguai para tratar sobre o fluxo de pessoas envolvidas na obra.

Continue Lendo
Publicidade

Economia

IPVA pode ser pago em todos os bancos e casas lotéricas a partir de hoje

Vencimento do tributo é de acordo com o final da placa do veículo.

Começou nesta quinta-feira, de acordo com o final da placa do veículo, o vencimento do IPVA – Imposto sobre Circulação de Veículos Automotores, que pode ser recolhido em qualquer banco e também casas lotéricas.

A ficha de compensação está disponível no site da Secretaria da Fazenda.

Quem optar pelo pagamento parcelado em três vezes deve seguir o calendário que também está disponível na página da secretaria.

Há sete bancos credenciados para recolher o IPVA – Banco do Brasil, Itaú, Santander, Bradesco, Sicredi, Banco Rendimento e Bancoop.

Nestas instituições, com exceção do Banco do Brasil, é possível fazer o recolhimento apenas apresentando o número do Renavan, tanto no caixa interno do banco como no caixa automático.

Quem perder a data de pagamento pode seguir o mesmo procedimento para pagar com atraso.

Será cobrada multa de 0,33% ao dia mais a taxa Selic.

Depois de um mês de atraso a multa é de 10% mais a taxa Selic

O site da Secretaria da Fazenda também permite a consulta de débitos em atraso.

O recolhimento do IPVA é obrigatório para que o Detran emita o licenciamento do veículo, documento que o motorista deve portar em todas as situações.

Em caso de não estar em dia o veículo pode ser apreendido pelo agente de trânsito.

 

Continue Lendo

Economia

Sicredi não cobrará tarifa de cheque especial

Assessoria

Comprometido com o crescimento de seus mais de 4 milhões de associados pelo Brasil, o Sicredi, instituição financeira pioneira do cooperativismo de crédito no Brasil, optou por não cobrar a tarifa mensal de 0,25% para limite de cheque especial acima de R$ 500 reais, que passou a valer desde o dia 6 de janeiro, com autorização do Banco Central.

A tarifa é uma alternativa criada pelo Banco Central para compensar as instituições financeiras brasileiras pela limitação nos juros do cheque especial em 8% ao mês, anunciada em novembro do ano passado e também válida desde a ultima segunda-feira.

A limitação dos juros, segundo o governo federal, visa reduzir o custo e a regressividade do serviço.

Para reforçar o melhor uso do dinheiro, em 2019, as 111 cooperativas de crédito do Sicredi promoveram cerca de 5,5 mil ações em mais de 900 municípios brasileiros durante a Semanal Nacional de Educação Financeira (ENEF), uma iniciativa do Banco Central e do Comitê Nacional de Educação Financeira (CONEF).

 

Continue Lendo

Economia

Empresa não cumpre com documentação e Marechal Cândido Rondon está sem o transporte publico urbano

O município de Marechal Cândido Rondon está sem o serviço de transporte público urbano.

No ano passado, a prefeitura através da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana, realizou processo licitatório para concessão do transporte.

Devido ao baixo numero de pessoas que utilizam o transporte no município, houve apenas o interesse de uma empresa, que participou e venceu o certame.

Contudo, na apresentação da documentação da empresa vencedora, houve contestação do Departamento Jurídico da prefeitura de Marechal Cândido Rondon.

A secretária interina de Mobilidade Urbana, Adriane Kappes Vorpagel, explica a situação e anuncia uma nova licitação para o serviço de transporte público urbano …… Ouça Áudio…..

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.