Conectado com

Política

Processo de cassação do vereador Nilson Hachmann será julgado hoje

Cristiano Marlon Viteck

Em sessão extraordinária convocada para as 18h00 de hoje, quinta-feira, a Câmara Municipal de Marechal Cândido Rondon votará o processo disciplinar que tem como acusado o vereador Nilson Hachmann.

 

O vereador do PSC, que está afastado do cargo desde maio por decisão judicial, pode ter o mandato cassado.

Para que isso aconteça, pelo menos 09 dos 13 vereadores devem votar a favor da cassação.

A Comissão de Ética que atua neste caso é formada por Vanderlei Sauer, presidente; Arion Nasihgil, relator; e Adriano Cottica, como membro.

A votação será secreta e na defesa do acusado atua o advogado Marcio Berti.

Nilson Hachmann responde por quebra de decoro parlamentar, acusado de utilizar empresas jurídicas em nome de terceiros, mas que seriam de propriedade dele, para participar de processos licitatórios e fazer venda direta à Prefeitura, o que é proibido pela Constituição Federal e pelo Código de Ética Parlamentar do Município.

A denúncia foi protocolada no Poder Legislativo em 28 de fevereiro deste ano pelo vereador Josoé Pedralli.

Além de responder na Comissão de Ética, ele é réu na Justiça, que determinou o afastamento dele do cargo de vereador até a conclusão do processo criminal.

Por ser o denunciante, Josoé Pedralli não participará da sessão.

Para ocupar o seu lugar na votação a Câmara de Vereadores foi convocada a suplente Maria Amália Ritt Haab.

Caso Nilson Hachmann seja cassado, o suplente Valdecir Schons, o “Paleta”, assumirá a vaga em definitivo.

Desde junho, “Paleta” já desempenha o cargo de vereador em razão do afastamento de Nilson, ocorrido por determinação judicial.

O parecer da comissão é a favor da perda do mandato, conforme destaca o relator, vereador Arion Nasighil..

Tentamos contato via whatsApp com o advogado de defesa de Nilson, Márcio Berti, mas não houve retorno até a edição do noticiário, e nossa reportagem conseguiu a informação de que ele estaria retornando nesta tarde de São Paulo.

Geral

PP pode anunciar Roberto Braatz como pré-candidato a prefeito de Marechal Cândido Rondon

Moacir estaria declinando da pré-candidatura do MDB

Esta semana promete ser de muitas discussões em torno do futuro político no município de Marechal Cândido Rondon, especialmente em se tratando dos partidos que se dizem opositores ao governo municipal.

Uma das siglas que se movimenta neste sentido é o Partido Progressista, pois, conforme adiantou recentemente o seu presidente, vereador Adriano Cottica, nesta sexta-feira, dia 31, deverá ser anunciado em definitivo o pré-candidato.

A considerar que Adriano não estaria disposto a aceitar o desafio e o presidente da Câmara, Cláudio Koehler, já adiantou que buscará a reeleição no Legislativo, um dos nomes cogitados é o do vereador e advogado Arion Nasihgil.

Vale ressaltar que atualmente ele é filiado ao MDB, porém pessoas próximas ao parlamentar mencionam que o mesmo estaria somente no aguardo da “janela partidária” para se bandear para o PP.

Como Arion também não estaria disposto a encarar no momento uma candidatura a prefeito, o mesmo acontecendo com seu pai, o também advogado Oscar Nasihgil, o Partido Progressista teria outro nome na “mesa de discussões”.

Como se diz na gíria popular e, pelo segmento que representa, a “bola da vez” seria o ex-secretário municipal de Esportes e ex-árbitro assistente da FIFA, Roberto Braatz, cujo nome estaria sendo estudado pelas lideranças pepistas.

De parte do MDB, que estaria na eminência de perder Arion para o PP, um dos nomes mais cogitados para uma eventual nova candidatura sempre foi do ex-prefeito Moacir Froehlich, mas especulações apontam para outro caminho.

As especulações chegam ao ponto de citar que o ex-prefeito teria declinado de sua pré-candidatura, no entanto, isso ainda não foi confirmado oficialmente por ele e tampouco pelo presidente do MDB, Josoé Pedralli.

Em isso se confirmando, restaria a Pedralli ser o único pré-candidato emedebista, contudo, seu nome também não seria consenso nos partidos de oposição e haveria dificuldades para tornar ele o “cabeça de chapa mais viável”.

Lideranças do PP e do PSD, que tem como maior líder microrregional o ex-deputado estadual Ademir Bier, teriam tentando convencer o empresário Elemar Lamberty a ser novamente candidato, mas a resposta foi: “sem qualquer chance”.

Também chegou a ser cogitado o sindicalista e ex-candidato Wilson Morais, atualmente filiado ao PSD, como “prefeitável”, mas seu nome estaria enfrentando resistência por parte das demais siglas de oposição.

O ex-deputado Ademir Bier mais uma vez é citado por companheiros como “o político ideal” para encabeçar a chapa de oposição, todavia, pessoas próximas a ele descartam completamente essa possibilidade.

Quem também estuda a possibilidade de candidatura a prefeito ou vice é o PDT, conforme já adiantou o professor Lair José Bersch, que na semana que vem assumirá a presidência da legenda no município.

Já de parte da situação, é praticamente certa a candidatura a reeleição do prefeito Márcio Rauber e do vice “Ila.

Continue Lendo

Geral

Contingenciamento de recursos vai comprometer obras em Mal. Rondon

O contingenciamento de recursos no orçamento deste ano no Estado do Paraná vai afetar diretamente ao menos duas obras projetadas para o município de Marechal Cândido Rondon.

 

O Governo do Estado contingenciou 3 bilhões e 800 milhões do orçamento deste ano, cerca de 9% dos 41 bilhões de reais.

Desse valor, 934 milhões e 800 mil reais são de investimentos.

O valor bloqueado representa menos da metade do ano passado, que chegou a 20% do orçamento.

Conforme a Secretaria da Fazenda, os valores serão liberados conforme os recursos entrarem.

O bloqueio atingiu obras que já haviam entrado no contingenciamento do primeiro ano de governo.

Na região Oeste, consta até mesmo a construção da Ponte Integração, entre liga Brasil e Paraguai, em Foz do Iguaçu, no valor de 120 milhões.

Neste caso, como a obra é executada com recursos da Itaipu, na medida em que o repasse ocorre o valor é desbloqueado.

O contingenciamento é permitido para garantir o equilíbrio orçamentário e financeiro e compatibilizar a execução de despesas com fontes de receitas.

Pelo que consta em lei, os pedidos de descontingenciamentos devem ser encaminhados à Diretoria de Orçamento Estadual, que o submeterá à deliberação do secretário da Fazenda.

Tudo depende de novas definições de prioridades dentro da pasta: os secretários devem refazer os cálculos e definir o que vai ou não ser executado.

Também figuram na lista a construção do Batalhão de Fronteira, no valor de 20 milhões de reais, e 10 milhões DER para a construção do Contorno Oeste em Marechal Cândido Rondon.

Continue Lendo

Geral

Jardim Marechal começa a ser atendido pelo programa Remédio em Casa

Assessoria

O programa Remédio em Casa iniciou no bairro São Lucas e agora também foi implantado no Jardim Marechal e arredores.

Na manhã desta segunda-feira, aconteceu a primeira entrega neste novo bairro contemplado, para a deficiente visual Osvaldina de Jesus Lopes Ritter….

 

A secretária de Saúde, Marciane Specht, comemora a expansão do programa para mais um bairro…..

 

Somente no Marechal, serão 59 pessoas beneficiadas com a entrega de 63 tipos de medicamentos, além de 14 tipos de insumos.

O programa objetiva realizar a entrega domiciliar de medicamentos a pacientes pré-selecionados, com doenças crônicas, e outros grupos estabelecidos como prioritários, propiciando a continuidade da atenção em saúde e a adesão ao tratamento medicamentoso, através do acesso facilitado a medicamentos de uso contínuo.

O Remédio em Casa deverá funcionar em todas as unidades de saúde, em breve, e beneficiará mais de 3 mil pessoas.

Diante deste grande número a ação, além de beneficiar aqueles pacientes que possuem dificuldades de locomoção para buscarem seus remédios, trará um grande benefício ao próprio setor público da área de saúde, ao evitar a aglomeração de pessoas nas unidades de saúde, otimizando a dinâmica e a eficiência no serviço público de saúde e a melhoria na assistência prestada.

Em breve, moradores dos bairros Primavera e Líder serão beneficiados com o programa.

A programação estabelece: na quarta-feira apresentação do programação e entre os dias 03 e 07 de fevereiro cadastramento dos futuros participantes.

No dia 14 de fevereiro acontece a apresentação do Remédio em Casa para os moradores do Jardim Primavera, com cadastramento entre os dias 02 e 06 de agosto.

E para o Loteamento Augusto, a programação estabelece a apresentação do programa para o dia 18 de março, e realização dos cadastros entre os dias 06 e 14 de abril.

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.