Conectado com

Política

Processo de cassação do vereador Nilson Hachmann será votado nesta quinta-feira

Assessoria

A Câmara Municipal de Marechal Cândido Rondon marcou para esta quinta-feira, as 18h00, a sessão extraordinária para votação do processo disciplinar envolvendo Nilson Hachmann.

 

O parecer da comissão é a favor da perda de mandato 

 

O vereador do PSC, que está afastado do cargo desde maio por decisão judicial, pode ter o mandato cassado.

Para que isso aconteça, pelo menos 09 dos 13 vereadores devem votar a favor da cassação.

A Comissão de Ética que atua neste caso é formada por Vanderlei Sauer, presidente; Arion Nasihgil, relator; e Adriano Cottica, como membro.

O parecer da comissão é a favor da perda do mandato, a votação será secreta e na defesa do acusado atua o advogado Marcio Berti.

Nilson Hachmann responde por quebra de decoro parlamentar, acusado de utilizar empresas jurídicas em nome de terceiros, mas que seriam de propriedade dele, para participar de processos licitatórios e fazer venda direta à Prefeitura, o que é proibido pela Constituição Federal e pelo Código de Ética Parlamentar do Município.

A denúncia foi protocolada no Poder Legislativo em 28 de fevereiro deste ano pelo vereador Josoé Pedralli.

Além de responder na Comissão de Ética, ele é réu na Justiça, que determinou o afastamento dele do cargo de vereador até a conclusão do processo criminal.

Por ser o denunciante, Josoé Pedralli não participará da sessão.

Para ocupar o seu lugar na votação a Câmara de Vereadores deverá convocar a suplente Maria Amália Ritt Haab.

Caso Nilson Hachmann seja cassado, o suplente Valdecir Schons, o “Paleta”, assumirá a vaga em definitivo.

Desde junho, “Paleta” já desempenha o cargo de vereador em razão do afastamento de Nilson, ocorrido por determinação judicial.

Geral

Conselho Tutelar e CREAS receberão veículos e equipamentos diversos

Dois novos veículos Gol serão entregues pela administração rondonense na manhã de terça-feira (18).

O primeiro será entregue às 10h para o Conselho Tutelar e o outro às 10h30 para o CREAS.

Os dois veículos foram adquiridos zero quilômetro pela Secretaria de Assistência Social, com recursos do Fundo Estadual para a Infância e Adolescência.

Foram conquistados R$ 154.000,00; sendo utilizados R$ 104.400,00 para a compra dos veículos.

A Assistência Social comprou também para o Conselho Tutelar e CREAS, cinco ar-condicionados, impressora, arquivos de aço, mesas e equipamentos de informática.

A secretária de Assistência Social, Josiane Laborde Rauber destaca que há tempo esses dois órgãos necessitavam de veículos novos, como também equipamentos diversos.

 

Continue Lendo

Geral

Obras de reforma e ampliação do CAF chegam na reta final

As obras de reforma e ampliação do Centro de Atendimento à Família (CAF) estão chegando na reta final. A expectativa da empresa responsável pela obra é deixar tudo pronto em 60 dias. Na tarde desta segunda-feira (17), a secretária de Assistência Social, Josiane Laborde Rauber, esteve vistoriando o andamento dos trabalhos.

“Pessoas envolvidas com o CAF há anos pediam por socorro. A estrutura do local estava toda debilitada e necessitava urgente de grandes investimentos de nossa parte. Fizemos todos os esforços com a elaboração do projeto e estamos executando a obra com recursos próprios. Será uma nova fase para o CAF, que sempre teve um bom atendimento, porém, agora terá o acréscimo de qualidade em estrutura”, destaca Josiane.

Entre os trabalhos que estão sendo executados, destacam-se: implantação de sistema de esgoto, alambrado e portões, cobertura para corredor, ampliação e reforma da cobertura do pátio e da calçada, reforma e adequação de banheiros, ampliação da rede elétrica, construção de uma nova secretaria e nova entrada, construção de salas e banheiro, pintura, troca de forro, além de diversos outros serviços.

O investimento na obra gira em torno dos R$ 450.000,00, com a utilização de recursos próprios.

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas em pé

A imagem pode conter: área interna

A imagem pode conter: área interna

A imagem pode conter: atividades ao ar livre

A imagem pode conter: atividades ao ar livre

A imagem pode conter: área interna

A imagem pode conter: área interna

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas em pé

A imagem pode conter: área interna

A imagem pode conter: área interna

A imagem pode conter: sapatos

Fonte e fotos: Assessoria

Continue Lendo

Geral

Vereadores de Toledo cobram reconsideração do Instituto Médico Legal

Divulgação

Famílias continuam aguardando várias horas pela liberação de corpos

Um requerimento da Câmara de Toledo à Secretaria da Segurança Pública solicita a reconsideração da Ordem de Serviço n° 1, do Instituto Médico Legal do Paraná, que restringiu a realização de necropsia em todo o Paraná.

O documento subscrito por todos os 19 vereadores, é dirigido ao secretário da pasta, Rômulo Marinho Soares, e aponta que a medida é equivocada, relatando o caso de família que passou a noite à espera do IML de Toledo após acidente fatal no fim da tarde de terça-feira, dia 4 de fevereiro, na BR 163.

“O Estado do Paraná vai ter que ter uma hora para morrer, se você morrer entre 20h e 8 horas os familiares vão ficar passando dor à espera do corpo devido a esta ordem de serviço”, disse o presidente da Câmara sobre a medida do IML, que restringiu o atendimento de necropsia e motivou o documento, proposto pelo vereador na sessão desta segunda, dia 17, e apoiado por todos os demais vereadores toledanos.

A determinação do diretor do IML, André Ribeiro Langowiski, foi assinada no dia 27 de janeiro, atingindo os IMLs do Paraná em Apucarana, Campo Mourão, Cascavel, Foz do Iguaçu, Francisco Beltrão, Guarapuava, Ivaiporã, Jacarezinho, Paranaguá, Paranavaí, Pato Branco, Toledo, Umuarama e União da Vitória.

O Requerimento da Câmara de Toledo aponta que “o atendimento proporcionado pela estrutura do IML do Paraná vai muito além do recebimento de vítimas da violência, seja de trânsito, criminal, trabalhista ou outra, pois na verdade seu resultado final é proporcionar às famílias das vítimas um respaldo oficial nos aspectos legais de sua tragédia pessoal e/ou familiar.”

Os vereadores toledanos apontam no requerimento que “o trabalho do IML tem a capacidade de reduzir ou prolongar, como neste caso , a espera das famílias das vítimas pelos seus entes queridos para as devidas despedidas.

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.