Conectado com

Agricultura

Produção de grãos pode superar 41 milhões de toneladas no Paraná

A primeira estimativa da safra de inverno, divulgada nesta sexta-feira pela Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento, aponta que a produção total de grãos no Paraná poderá chegar a 41 milhões e 200 mil toneladas.

Esse volume é 14% superior ao da safra 18/19, quando foram produzidas 36 milhões e 200 mil toneladas.

Os dados do Departamento de Economia Rural mostram uma evolução significativa da colheita da soja, que alcançou 85% da área estimada.

Já a perspectiva de produção chegou a 20 milhões e 700 mil toneladas, um recorde histórico para o Paraná, 28% maior do que o volume produzido na safra anterior.

Com a evolução do milho safrinha, a área pode ter redução de 2%, porque houve atraso na colheita da soja, o que retardou a semeadura.

Ainda assim, a produção deve superar 12 milhões de toneladas.

O secretário Norberto Ortigara destacou que os trabalhos no campo seguem apesar da pandemia do coronavírus…..

 

Continue Lendo
Publicidade

Agricultura

China pede suspensão de compras de soja e carne suína dos EUA

Situação fica novamente tensa após pronunciamento do presidente americano 

O início de semana e um novo mês para o mercado da soja na Bolsa de Chicago, mostrou os traders (compradores) bastante cautelosos diante dos últimos acontecimentos envolvendo China e Estados Unidos.

Dessa forma, a segunda-feira começou com as cotações operando em campo positivo com leves altas entre 0,25 e 0,75 ponto.

Assim, o julho era negociado a US$ 8,41, o agosto a US$ 8,43 e o setembro a US$ 8,46 por bushel.

De acordo com os analistas, os mercados de grãos estão estáveis diante das expectativas das relações entre China e Estados Unidos, que passam por novas tensões, e frente ainda às previsões climáticas favoráveis para a nova safra de grãos dos EUA.

Na última sexta-feira o presidente americano Donald Trump fez duras acusações contra a China e afirmou que irá iniciar um processo de retirada de privilégios de Hong Kong.

A nação asiática por sua vez, respondeu dizendo que a medida é “imprudentemente arbitrária”.

Diante disso o mercado espera, ainda segundo analistas e consultores de mercado, uma nova resposta dos EUA à China.

Enquanto isso, os compradores temem pelo futuro da demanda dos chineses no mercado norte-americano e dos impactos dessa possível limitação nos preços.

No caso da soja, é sabido da necessidade da China pela soja americana diante da baixa disponibilidade de produto no Brasil.

Ocorre porém , circularam noticias hoje pela manhã de que a China pediu a suas empresas estatais que suspendam compras de soja e carne suína dos Estados Unidos.

Isso ocorre após o governo norte-americano ter afirmado que iria eliminar o tratamento especial dos EUA a Hong Kong para punir Pequim.

Continue Lendo

Agricultura

Especialista comprova perdas na safrinha de milho devido a estiagem

Ilustrativa

Os números do Departamento de Economia Rural, da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento, confirmam os efeitos negativos da severa estiagem pela qual o Paraná passa há um bom tempo.

É o caso da segunda safra de milho, cuja produção caiu em 1 milhão e 600 mil toneladas com relação à estimativa inicial, que era de aproximadamente 12 milhões e 800 mil toneladas.

A segunda safra de feijão também sofreu o impacto da estiagem e teve perdas em torno de 39%.

Apesar destas perdas, a estimativa é de uma produção de 40 milhões e 600 mil toneladas de grãos na safra 2019/2020, volume 13% superior ao da safra 2018/2019, muito por causa da soja, com volume recorde de 20 milhões e 700 mil toneladas, 28% superior ao da safra 2018/2019.

Doutor em Fitosanidade, o profissional do Instituto Água e Terra, Claudinei Antônio Minchio, de São Jorge do Ivaí, vistoriou lavouras da região para verificar a incidência da “cigarrinha do milho” e chegou a seguinte constatação…

 

Continue Lendo

Agricultura

Atualização dos rebanhos continua a passos lentos na região

Com parte do protocolo a ser cumprido pelo Estado no processo de reconhecimento de área livre de febre aftosa sem vacinação, está ocorrendo a etapa de atualização dos rebanhos, procedimento que substitui as campanhas anuais de vacinação dos bovinos e búfalos.

Alem da busca do reconhecimento de área livre, a Adapar faz questão de alertar que, por conta da pandemia do coronavirus, os abates foram suspensos no Rio Grande do Sul e Santa Catarina, ao passo que, aqui no Paraná continuam normalmente em todos os frigoríficos.

Para os técnicos da Adapar é hora de demonstrar que a Região Oeste e o Paraná cuidam da sanidade do seus rebanhos e isso permite a continuidade da exportação.

Outro fator que precisa ser levado em consideração, é que a atualização vai evitar transtornos ao produtor no momento da necessidade da GTA para o transporte de animais.

Na unidade veterinária da Adapar local, que reúne os municípios de Marechal Cândido Rondon, Entre Rios do Oeste, Pato Bragado, Mercedes e Quatro Pontes, são 3.366 produtores e desses, 918 atualizaram seus rebanhos até agora, ou seja, apenas 27,27% .

Marechal Cândido Rondon; dos 1.877 produtores, 515 atualizaram; 27,44%.

Entre Rios do Oeste: 275 produtores; 46 atualizaram; 16,73%

Pato Bragado: 302 produtores; atualizaram 103 ; 34,11%

Mercedes: 527 produtores ; atualizaram 142 ; 26,94%

Quatro Pontes : 385 produtores; 112 atualizaram ; 29,09%.

O médico veterinário Loreno Tafarel reafirma a importância de que os produtores não deixem para atualizar os números na ultima hora e menciona a questão da Guia de Transporte Animal…..

 

A Copagril, visando contribuir com as atualizações está com os formulários em suas lojas agropecuárias, onde o produtor poderá preencher e assinar o documento que a própria cooperativa encaminhará para a Adapar.

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.