Conectado com

Geral

Promotoria decide pelo arquivamento por falta de provas contra denúncia envolvendo o coronel Welyngton

Testemunhas arroladas no inquérito afirmaram desconhecer a pratica denunciada

A 1º Promotoria de Justiça da comarca de Marechal Rondon, por meio do promotor João Eduardo Antunes Mirais, decidiu pelo arquivamento do inquérito civil para apurar a notícia de que Welyngton Alves da Rosa, secretário de Mobilidade Urbana do município de Marechal Cândido Rondon, exigiria de seus subordinados comissionados o pagamento de valores ao vereador Vanderlei Caetano Sauer, a título de “dízimo partidário”.

O procedimento teve início após o recebimento de ofício encaminhado pelo Promotor Substituto da 55ª Seção Judiciária, contendo cópia do termo circunstanciado pela acusação de crime de calúnia praticado por Roseli Jusara Schmidt, contra o secretário, acusando-o da prática de atos de improbidade administrativa.

O inquérito transcorreu em segredo de Justiça e convocou para prestar esclarecimentos a denunciante Roseli Jusara Schmidt e Gilson Trimpler.

Outros funcionários da secretária municipal também foram convocados para prestar esclarecimentos.

Na denúncia, a então a policial militar teria afirmado que seu superior, coronel Welyngton, Secretário Municipal de Mobilidade, teria exigido dela e também do policial militar ocupante de cargo em comissão no município, Gilson Trimpler, o repasse de valores ao vereador Vanderlei caetano Sauer.

A denuncia ainda dava conta de que Welyngton exigia contribuição não somente dela e de Gilson, mas também de outros servidores da Secretaria.

Conforme os autos, os denunciantes não possuíam outros elementos probatórios que corroborassem suas afirmações, além de indicar supostos coagidos em realizar as contribuições, os quais também foram ouvidos.

Todavia, ao proceder-se com a oitiva das referidas testemunhas indicadas pelos denunciantes, estas negaram os fatos em sua totalidade.

Os demais ouvidos relataram que “jamais teriam sido requisitado de suas pessoas qualquer contribuição, bem como jamais teriam ouvido comentários do gênero advindos dos colegas da pasta”.

Conforme a 1º Promotoria, diante do conteúdo das declarações das testemunhas e considerando que nenhum dos representantes trouxe qualquer documento ou evidência que suportasse suas denúncias e não se visualizando diligências investigatórias úteis a serem empreendidas, constata-se que as declarações iniciais não foram confirmadas, de modo que a investigação deve ser encerrada.

Ainda conforme a Promotoria, inexistindo elementos probatórios que demonstrem a ocorrência de ato de improbidade administrativa, imperioso reconhecer que não há utilidade no prosseguimento do feito, sendo medida cogente o arquivamento deste.

O arquivamento será promovido por meio de decisão fundamentada do membro do Ministério Público que preside o Inquérito Civil, o promotor de Justiça, Antunes Mirais.

Continue Lendo
Publicidade

Geral

Prefeitura de Maripá realiza neste domingo a primeira etapa de seu Concurso Público

Em razão da pandemia e para cumprir todas as regras de distanciamento, as provas objetivas e de produção escrita do Concurso Público de Maripá serão aplicadas em duas datas, a primeira neste domingo (20) e a próxima no dia 27 de junho.

A aplicação das provas também foi dividida em três locais e períodos distintos (manhã e tarde).

Ao todo, 1.214 candidatos se inscreveram para disputar uma vaga nos 21 cargos elencados no concurso.

A fim de evitar aglomeração e transtornos próximo ao horário de fechamento dos portões, é recomendado aos candidatos que cheguem ao local de prova com a antecedência de 1 hora e contribuam com as medidas de biossegurança para a proteção de todos.

O edital com as recomendações completas para os candidatos está disponível no site da Objetiva Concursos (www.objetivas.com.br), na “Área do Candidato”.

Continue Lendo

Geral

Elementos são presos acusados de roubo de malote em Palotina

Após o roubo  de um  malote ocorrido na manhã de ontem, no centro da cidade de Palotina, a Policia Militar  começou a verificar as câmeras de segurança, onde foi possível identificar o autor do roubo e o veículo utilizado na ação.

Assim, os policiais fizeram monitoramento na casa dos suspeitos, localizada no bairro Por do Sol, onde em dado momento um veículo saiu da residência, sendo abordo por uma equipe.

Foi possível deter o indivíduo que ainda estava com as mesmas roupas utilizada no crime.

Na sequencia das investigações foi possível localizar o veículo utilizado na ação, além de deter um casal que deu apoio no crime.

Diante aos fatos os três detidos foram encaminhados para a Delegacia de Policia Civil de Palotina  para serem realizados os procedimentos de praxe.

Continue Lendo

Agricultura

Policia rondonense fecha o cerco contra fertilizantes adulterados

Foto: ADAPAR

Cargas foram apreendidas em Mal Rondon e Mercedes

Nos últimos anos a agricultura brasileira teve um salto em produtividade e esse resultado positivo  de deve  a diversos fatores como clima favorável para o desenvolvimento das culturas, utilização dos defensivos agrícolas para combate de pragas e doenças, melhoramento genético das plantas para alta produção e adequação do solo com utilização dos corretivos e fertilizantes.

Com o uso dos fertilizantes foi possível tornar um solo pobre em nutrientes em um solo agricultável e produtivo por muito tempo.

A matéria-prima deste insumo geralmente é importada de outros países e cotada em dólar e por isso apresenta significativo impacto no custo de produção do agricultor.

Devido a seu alto valor agregado, os fertilizantes frequentemente são objeto de adulteração em sua qualidade.

Em  2016 a Agência de Defesa Agropecuária do Paraná – ADAPAR atendeu casos de adulteração de fertilizantes que ocorreram nos municípios de Toledo e Cascavel.

Na oportunidade, os agricultores adquiriram um total de aproximadamente 200 toneladas de fertilizantes produzidos por empresa idônea no mercado e que foram comercializados por estabelecimentos comerciais devidamente registrados.

 No entanto, ao iniciar a semeadura, os agricultores perceberam

anormalidades nas características físicas do produto e comunicaram a Agência para averiguar possíveis irregularidades.

Após amostragem oficial o resultado laboratorial acusou deficiência em todos os nutrientes garantidos nos produtos, constando que os lotes analisados não continham praticamente nenhum dos elementos na composição.

Caso semelhante ocorreu em 2019 no Estado do Mato Grosso causando prejuízos milionários para diversos agricultores.

Neste ano, a  Polícia Civil de Marechal Cândido Rondon-PR iniciou investigação durante os meses de abril e maio sobre a ocorrência de adulteração de fertilizantes que foram entregues na região oeste do Paraná.

     De acordo com o Delegado da Polícia Civil, Dr. Rodrigo Baptista Santos, no dia 07 de maio foi verificado a chegada de dois caminhões carregados de adubos vindos do Porto de Paranaguá e entregues em  empresas localizadas em Marechal Cândido Rondon e Mercedes que apresentavam-se adulterados para fórmulas de péssima qualidade sendo então foi realizada a abordagem dos mesmos..( Ouça Delegado Rodrigo)

 

Fonte: ADAPAR

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.