Conectado com

Policial

Quadrilha envolvida em trafico de drogas e homicídios é alvo de operação

A Polícia Civil do Paraná desencadeou nesta manhã a operação “Adsumus” contra organização criminosa envolvida em tráfico de drogas, tráfico de armas e homicídios.

O grupo atua a partir de Quedas do Iguaçu, na região centro-sul do Estado, sendo chefiado por dois irmãos, homem e mulher.

 

 Os quadrilheiros agiam em cinco cidades, sendo duas no Oeste 

 

Estão sendo cumpridos 54 mandados judiciais, sendo 28 mandados de busca e apreensão e 26 mandados de prisão.

As ações, que contam com o apoio da Polícia Militar, acontecem simultaneamente em Quedas do Iguaçu e Guarapuava, na região centro-sul do Estado, em Três Barras do Paraná e Cascavel, no Oeste, e em Dois Vizinhos, no Sudoeste.

Mais 90 policiais civis participam da operação, incluindo equipes táticas de elite da Polícia Civil, que atuarão em solo e no ar a bordo de helicóptero da corporação. Cães farejadores serão utilizados para auxiliar na busca de drogas, armas e munições.

Os irmãos líderes do bando estão presos, ele em Guarapuava e ela em Cascavel: mesmo assim, continuam a comandar as ações de dentro do cárcere.

A organização criminosa atua fortemente no tráfico de drogas e armas, tendo como padrão assassinar pessoas que de alguma forma atrapalhassem seus objetivos. Isso inclui agentes públicos.

Um policial civil, morto em Cascavel no ano de 1999, e um policial militar, assassinado em Guarapuava no ano passado, estão entre as vítimas da quadrilha.

O secretário de obras de Quedas do Iguaçu, assassinado em 2017 no município, também foi morto por integrantes do bando.

A quadrilha atuava também em outros estados.

Em novembro de 2017, um membro do grupo foi preso no estado do Rio de Janeiro transportando um arsenal, com 62 pistolas e um fuzil.

A operação foi denominada “Adsumus”, pois esta palavra em latim significa “estamos presentes”, demonstrando que a Polícia Civil está atenta aos acontecimentos e atua cumprindo sua missão de combater a criminalidade em todas as regiões do Paraná.

Continue Lendo
Publicidade

Geral

Rondonense vítima de espancamento morre no hospital em Toledo

Continue Lendo

Policial

PM de Quatro Pontes apreende motocicleta abandonada com indícios de adulteração de chassi

Continue Lendo

Policial

Homem morreu em Toledo após ter se envolvido em acidente em Sub-Sede

Vítima de um acidente de trânsito ocorrido no último dia 12, um domingo, nas proximidades do distrito de São Clemente, em Santa Helena, Décio Wust faleceu ontem a tarde no Hospital Bom Jesus, em Toledo.

  Ele foi vítima da irresponsabilidade de outro motorista  

Tudo começou no início daquele domingo, quando a Polícia Militar de Santa Helena foi acionada a comparecer ao Balneário em razão de desordens que estavam sendo praticadas no trânsito.

A informação era de que um rapaz conduzindo uma caminhonete estaria dando “cavalos de pau” e colocando em risco a vida de pessoas que aproveitaram a área de lazer e turismo.

Como os vigilantes da estrutura turística não conseguiram contê-lo e o motorista evadiu-se do local, a PM entrou em ação e realizou buscas pela cidade com a intenção de localizá-lo.

Encontrado no Bairro Baixada Amarela, o suspeito fugiu da Polícia Militar e seguiu em alta velocidade pela rodovia PR-317 e em Sub-Sede por pouco não atropelou transeuntes da via.

Já nas proximidades do distrito de São Clemente, o rapaz perdeu o controle da direção, a caminhonete capotou e colidiu violentamente contra dois automóveis: um Uno e um Fusca.

O suspeito saiu rapidamente da caminhoneta fazendo menção de estar armado, teria rendido um motociclista e o obrigado a “dar apoio” na fuga, mas a ação foi frustrada pela equipe policial.

Enquanto o jovem recebeu detenção por parte da PM, uma das vítimas do acidente, no caso o condutor do Uno, foi atendido pelo Samu e encaminhado ao Pronto Atendimento Municipal de Santa Helena.

Identificada como Décio Wust, a vítima foi transferida ao Hospital Bom Jesus, em Toledo, mas no princípio da tarde de ontem não resistiu a gravidade dos ferimentos e acabou falecendo.

Depois de ter sido necropsiado no Instituto Médico Legal, o corpo foi liberado à família enlutada.

 

 

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.