Conectado com

Geral

Quatro Pontes recolhe mais de duas toneladas de inservíveis em arrastões contra dengue.

Assessoria

Município tem 164 confirmados: aulas na rede municipal e CMEI seguem suspensas.

Mais de duas toneladas de materiais inservíveis foram recolhidas nos dois arrastões contra a dengue realizados no centro e bairros de Quatro Pontes, através de iniciativa da Secretaria de Saúde e do Setor de Controle de Endemias.

A operação ocorreu devido ao município viver uma epidemia de dengue.

Segundo o ultimo boletim da Secretaria de Saúde, são 198 casos notificados, 164 confirmados, 18 descartados e 17 no aguardo dos exames.

O índice de incidência da doença sobre a população de 4.015 habitantes é de 4,08%.

Logo, o índice de infestação do mosquito Aedes aegypti, vetor da dengue e outras doenças, está em 4,1%, conforme o Levantamento de Índice Amostral (LIA), sendo que o preconizado pelo Ministério da Saúde é menos de 1%.

O secretário de Saúde, Marco Antônio Wickert, conta que toda a cidade é acometida pela doença, mas a área de risco é a região central.

Ele salienta que equipes continuam visitando as casas para orientar os moradores e até agora foram aplicadas 15 multas, que variam de R$ 100 até R$ 1 mil, e foram feitas 80 notificações.

A maioria destas notificações não se tornaram multas porque os moradores colaboraram, fazendo a limpeza e as adequações que foram sugeridas pelas agentes de endemias.

O município de Quatro Pontes está no aguardo do fumacê, prometido pelo governo federal, através do Ministério da Saúde, para começar a aplicar o inseticida para combater o mosquito adulto.

Enquanto isso, o secretário Max Wickert destaca que o governo municipal continua a solicitar que os moradores colaborem, pois é preciso deixar os terrenos limpos, evitando o acúmulo de água.

O Centro de Saúde está começando a ficar sobrecarregado: antes, os dois médicos clínico geral atendiam em média 30 pacientes por dia cada um e agora o número está chegando a 60.

A secretária de Educação, Cultura e Esportes, Araceli Basso Tauchert, esclarece que na escola estudam 310 alunos e para preservar o bem-estar e a saúde de todos, as aulas foram suspensas.

Continue Lendo
Publicidade

Geral

Bate à porta Difusora Copagril no Asilo Lar Rosas Unida (05/06/2020)

Continue Lendo

Geral

Pescadores de Porto Mendes retiram mais de uma tonelada de lixo do Lago de Itaipu

Em comemoração ao Dia Internacional do Meio-ambiente, celebrado nesta sexta-feira, 05 de junho, pescadores da colônia de pesca Z-15 de Porto Mendes, em parceria com a Itaipu e o Conselho de Municípios Lindeiros, realizaram um mutirão para a retirada de lixo do lago de Itaipú, num trecho de aproximadamente 20 km,  entre os distritos rondonenses de Porto Mendes e Bom Jardim.

Conforme Marino Geraldo Both, presidente da Colônia de Pescadores, o trabalho teve a participação e 29 pessoas e foram utilizadas 15 embarcações, e foi coletado mais de uma tonelada de lixo, na sua quase totalidade plástico reciclável.

A atividade vem sendo realizada há 5 anos e, conforme Marino Both, apesar da grande quantidade de lixo recolhido, anualmente vem se verificando uma diminuição gradativa da quantidade de lixo depositado no lago de Itaipu, mostrando um aumento na conscientização na preservação do meio-ambiente.

“Ainda precisamos melhorar muito, mas aos poucos estamos verificando que as pessoas estão cuidando mais de meio-ambiente, separando o lixo bom e encaminhando para a reciclagem”, mencionou o líder dos pescadores.

A atividade também teve o apoio da Prefeitura de Marechal Cândido Rondon, através da Secretaria de Agricultura de Meio-ambiente.

Continue Lendo

Geral

Nem a habitação popular escapa das tentativas de golpes

As tentativas de golpes contra os cidadãos se multiplicam e se diversificam em Marechal Rondon, conforme denúncias recebidas pelo Departamento de Comunicação do município. A mais nova forma de golpe detectada está relacionada ao setor de habitação.

Segundo relatos de pessoas da comunidade, elementos desconhecidos telefonam, se fazendo passar por funcionário público, dizendo que determinada família foi contemplada com uma moradia popular. Para que o procedimento seja efetivado, os golpistas solicitam o envio de documentos pessoais, via whatsApp, e se comprometem a visitar a referida família após o horário de expediente para tratar da suposta liberação da casa.

A administração municipal rondonense esclarece que não há esse tipo de ação em curso, e orienta às famílias para que não forneçam documentos pessoais a estranhos. Caso receba uma chamada telefônica desse tipo, a pessoa deve entrar em contato com as autoridades e fazer a denúncia, de preferência identificando o número de telefone de origem da chamada.

Fonte: Assessoria

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.