Conectado com

Geral

Retomada das aulas permanece incerta em todo o País

Ilustrativa

Paradas desde março por conta da pandemia do novo coronavírus, as escolas da rede pública e privada seguem sem certeza de quando poderão retomar o calendário escolar.

Mesmo nos estados em que os governos esboçam uma volta às aulas a partir de julho ou agosto, o retorno continua dependendo da evolução da Covid-19 em cada localidade.

É o caso, por exemplo, do Rio Grande do Sul onde o governador do estado, Eduardo Leite, projeta que as aulas presenciais possam voltar gradualmente a partir de 1º de julho, porém esse prazo pode ser adiado outra vez em caso de um agravamento da contaminação no estado.

Outras unidades da federação, como Goiás, Santa Catarina e Minas Gerais programam o retorno das aulas presenciais para agosto, mas nada oficial.

No Paraná, não há sequer uma previsão de retorno, apesar de algumas especulações quer circularam nas redes sociais nos últimos dias .

Pela lei, a competência para gerenciar o calendário escolar é de cada Conselho Estadual e Municipal de Educação, tanto para a Educação Básica, quanto para o ensino superior.

Na tentativa de orientar estados e municípios a organizarem seus calendários durante a pandemia, o Ministério da Educação homologou uma série de diretrizes aprovadas pelo Conselho Nacional de Educação.

Uma das soluções propostas pelo MEC é a de que os sistemas de ensino usem atividades não presenciais para o cumprimento da carga horária mínima e assim os estudantes teriam que repor menos horas quando as aulas voltarem de modo presencial.

O órgão autoriza, também, que as instituições usem o recesso escolar do meio do ano, os sábados e até mesmo reprogramem as férias do fim do ano para minimizar o já impactado cronograma.

Pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação , as escolas de educação básica e do ensino superior têm de cumprir 200 dias letivos e 800 horas, no entanto, uma Medida Provisória aprovada pelo Congresso Nacional flexibilizou a norma e assim, as escolas que estão com as aulas suspensas poderão distribuir as horas perdidas em um período menor.

Na mesma linha, o MEC também permitiu que as escolas recuperem o tempo perdido ao aumentar o número de horas de aula por dia ou utilizando o turno contrário.

Continue Lendo
Publicidade

Geral

Rede estadual de ensino se prepara para “volta às aulas”

Retomada do ano letivo será na segunda-feira

 

Os dois mil e 100 colégios da rede estadual do Paraná se prepararam, ao longo de toda esta semana, para o início das aulas, que acontece na próxima segunda-feira.

Para começar o ano letivo, o Governo do Estado investiu em mobiliário, com 112 mil novas carteiras que já começaram a ser entregues, e também em infraestrutura tecnológica, com a compra de 77 mil equipamentos de informática, incluindo desktops, notebooks e kits de robótica.

Além disso, já começou a entrega da primeira remessa de alimentos não perecíveis da merenda escolar e também acontece, até o fim do mês, a entrega de 340 novos ônibus para transporte escolar.

As aquisições têm o objetivo de garantir que o estudante tenha todas as condições necessárias para aprender.

O secretário estadual da Educação, Roni Miranda, destaca que os investimentos são essenciais para manter o ensino do Paraná no topo…

 

Continue Lendo

Geral

Liderança do Governo prega diálogo e transparência na Assembleia Legislativa

Transparência, diálogo, presença nos municípios, fortalecimento das políticas públicas e do papel da Assembleia Legislativa do Paraná .

Com esses compromissos, Hussein Bakri  assumiu  ontem  o terceiro mandato consecutivo como deputado estadual, após ter sido eleito com 97.681 votos.

E o parlamentar já inicia os trabalhos com duas missões importantes: será o líder do Governo Ratinho Junior   na Casa e também deverá assumir a presidência da Comissão de Educação….

 

Continue Lendo

Geral

Rondonenses tem ate o dia 15 para pagas taxas municipais com descontos

Os rondonenses proprietários de imoveis ou com impostos para pagar, devem ficar atento aos prazos definidos pela Secretaria de Fazenda, para aproveitarem os descontos.

Para pagamento do IPTU, Alvará e taxas da Vigilância Sanitária, em parcela única, será concedido desconto de 12%, até 15 de fevereiro, apenas para os pagamentos realizados por meio de guia emitida pelo contribuinte, exclusivamente por meio da internet, no site: marechalcandidorondon.atende.net.

Basta buscar a opção e digitar o número do cadastro imobiliário ou CPF do contribuinte e escolher a opção à vista.

Quem não conseguir liquidar até o dia 15 de fevereiro, poderá realizar o pagamento do IPTU com 8% de desconto até o dia 10 de maio, através de guia/carnê emitido e expedido pela Secretaria de Fazenda, entregue por meio da Empresa de Correios e Telégrafos, ou ainda emitidas pelo contribuinte por meio da internet.

A entrega dos carnês pelos Correios está prevista para início de abril, isso para o contribuinte que não optar pelo pagamento até 15 de fevereiro.

A distribuição será realizada pelo endereço de correspondência ou, na sua ausência, o endereço do imóvel, sendo fundamental o contribuinte manter seu cadastro atualizado, principalmente quando se tratar de terrenos vagos, ou residências desocupadas.

A secretaria lembra também que as guias de Coleta de Lixo e ISSQN fixo também estão disponíveis para emissão online, contudo essas não possuem desconto.

Quanto ao pagamento parcelado, a primeira parcela vencerá no dia 10 de maio.

 

Com Assessoria 

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.