Conectado com

Geral

Rondonenses são orientados a descartarem o lixo de forma correta

Ilustrativa

O trabalho de limpeza pública é essencial para a saúde da população, ainda mais em tempos de pandemia do coronavírus e descartar o lixo de forma correta é fundamental.

Os colaboradores das empresas de coleta que atuam em Marechal Rondon estão seguindo todas as medidas preventivas e de higiene para garantir o seu próprio bem-estar, o de suas famílias e das comunidades.

As orientações são para o descarte correto do lixo, serve principalmente, para as pessoas infectadas ou com suspeita de Covid-19, que estejam em isolamento domiciliar.

Para esses pacientes, a recomendação é de que todos os materiais de higiene pessoal, como máscaras descartáveis e luvas (incluindo as embalagens), sejam separados e colocados em dois sacos de lixo resistentes e descartáveis, um dentro do outro, não os enchendo até a borda para que possam ser lacrados e/ou fechados de forma devida.

Além disso, é ideal identificar os tipos de descarte, para que o trabalhador do serviço de coleta de lixo não seja prejudicado com um possível contágio.

Caso o paciente seja morador de um condomínio ou de um espaço coletivo, é necessário que essas medidas de segurança sejam informadas para o síndico ou o responsável pela limpeza e higiene.

Já para pessoas que não se enquadram como casos suspeitos da doença, a Secretaria de Agricultura e Política Ambiental recomenda que o descarte seja feito de forma prudente, mais uma vez pensando nos funcionários responsáveis pela coleta de lixo.

Caso utilizem materiais como máscaras e luvas, devem descartá-los como lixo comum, mas devidamente acondicionados.

O engenheiro ambiental, Marcos Chaves, pede para que a população compreenda que nesse momento o trabalho das associações de catadores está sobrecarregado, tendo em vista que muitos catadores pertencem ao grupo de risco para o Covid-19 e estão em isolamento.

Mesmo com possíveis atrasos, o serviço de coleta seletiva não será suspenso.

Continue Lendo
Publicidade

Geral

Marechal Cândido Rondon registrou nesta quinta-feira (05) mais um por covid-19: agora são 124.

Marechal Cândido Rondon registrou nesta quinta-feira (05) mais um por covid-19: agora são 124.

Foi vitima fatal um homem de 80 anos; que teve inicio dos sintomas no dia 15 de julho; internou e no dia 29 foi para a UTI, falecendo nesta quarta-feira.

O rondonense tinha histórico de internações recentes para tratamento clínico, portador de doença pulmonar obstrutiva crônica, dependente de cuidados e com doença neurológica.

Marechal Cândido Rondon está com 176 casos ativos, dos quais 18 pessoas estão na UTI; 06 em hospitais e UPA; e 152 em isolamento domiciliar.
São 253 rondonenses em monitoramento; e 139 aguardando resultado de exame, com uma pessoa internada em hospital.

Marechal Cândido Rondon, conforme boletim divulgado nesta quinta-feira, já registrou 6.623 casos de coronavírus: são 176 ativos; 6.323 pessoas recuperadas; e 124 óbitos.

Continue Lendo

Geral

Bombeiros registram incêndio a residência no Jardim Marechal

O Corpo de Bombeiros de Marechal Cândido Rondon  foi acionado na madrugada passada , para  combater incêndio a residência  no cruzamento das ruas Das Graça   com São Pedro  no Bairro Jardim Marechal.

Na moradia de madeira morava uma senhora   de 66 anos, com  problemas de saúde.

Segundo consta ele  colocou  fogo num fogão a lenha, as chamas se alastraram e atingiram a parede da casa .

Com a rápida intervenção do corpo de bombeiros a situação foi controlada.

Continue Lendo

Geral

Assembleia começa a analisar projeto que delega rodovias do estado à União

O projeto de lei que prevê a delegação de rodovias estaduais paranaenses para a nova concessão rodoviária federal começou a tramitar na Assembleia Legislativa do Paraná.

A mensagem encaminhada pelo Poder Executivo foi lida aos parlamentares na sessão plenária e o texto autoriza o Governo do Paraná a delegar à União, pelo prazo de até 30 anos, prorrogáveis por até mais 30, a administração de rodovias e a exploração de trechos de rodovias, ou obras rodoviárias estaduais.

A  União por sua vez,  poderá explorar a via ou parte da via delegada diretamente ou por meio de concessão, nos termos das Leis Federais que regem as concessões.

A proposta, que tramita em regime de urgência,  determina ainda que a formalização da delegação aconteça por meio de convênio.

Com isso, justifica o Executivo, há a possibilidade de o Estado destinar recursos para construção, conservação, melhoramento e operação de trechos ou rodovias que não sejam de responsabilidade dos concessionários.

“Espera-se que o novo Projeto de Concessão das Rodovias Integradas do Paraná revigore e modernize a estrutura rodoviária do Estado, proporcionando maior e melhor integração do Porto de Paranaguá com as áreas produtoras do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, além da ligação com países do Mercosul e integração com os estados vizinhos de São Paulo e Santa Catarina”, diz o texto da mensagem enviada pelo Governo.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ademar Traiano , explicou o trâmite do processo, porque o  Estado precisa autorizar a delegação das estradas estaduais para a União para com isso  o Tribunal de Contas da União fazer  as analises necessárias,   antes do anuncio do edital de licitação.

Portanto, segundo ele,  é fundamental que a Assembleia  se manifeste, já que participou definitivamente na estruturação da mudança, estabelecendo que a nova concessão tenha tarifas de valores reduzidos, com transparência e, acima de tudo, com obras que se iniciem tão logo comecem as cobranças.

O secretário de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, destacou que a inclusão das rodovias estaduais nas novas concessões vai ajudar a modernizar artérias fundamentais do Estado, permitindo ganhos produtivos para as cidades paranaenses e de segurança para os usuários…

 

O governador Ratinho Junior por sua vez,  destaca  que com o leilão na Bolsa de Valores e o projeto que esta sendo finalizado, não tem como entrar empresa que não tenha condições de honrar um contrato.

 

No total, 3.327 quilômetros de rodovias integram o pacote, subdivididos em seis lotes, caracterizando o maior projeto de concessão do tipo em todo o Brasil.

 

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.