Conectado com

Agricultura

Valorização do dólar garante melhores preços ao milho e soja brasileira

Cotação da Soja

O mercado brasileiro do milho e da soja fechou em alta ontem segunda-feira, especialmente em razão da valorização do dólar.

 O ritmo de negócios, porém, continua lento 

Os preços do milho foram motivados pelo dólar, que subiu quase 2% neste início de semana e se aproximou ontem dos 4 reais e 80 centavos em dia de intensa volatilidade e forte aversão ao risco.

Os principais vencimentos subiram entre 0,09% e 0,83%, levando o março a 56 reais e 01 centavo e o setembro a 44 reais e 54 centavos a saca.

No Porto de Paranaguá, o indicativo, mais uma vez, fechou nos 45 reais, enquanto no interior os ganhos em algumas praças chegaram a 2%.

Apesar dos preços altos e sustentados, o ritmo de negócios, porém, ainda se mantém um pouco mais lento, com os vendedores evitando efetivar novas vendas agora.

Segundo consultores, o mercado deve ter, nesta nova semana, um ritmo muito parecido que teve nas semanas anteriores, com poucos negócios, colheita fluindo em bom ritmo com o tempo ainda seco no Sul e em boa parte do Sudeste, favorecendo as máquinas entrarem nos campos.

O mercado brasileiro de soja também mais uma vez foi beneficiado pela alta forte do dólar frente ao real.

O avanço da moeda norte-americana neutralizou as perdas intensas – e de cerca também de 2% – dos futuros da soja na Bolsa de Chicago.

Com a vantagem cambial, o Brasil segue liderando as vendas internacionais, com os preços para seus concorrentes pouco atrativos para quem vende em dólares, como os EUA e Paraguai.

Da mesma forma, o cenário também não é favorável para a Argentina e, dessa forma, a competitividade brasileira ainda é a maior.

A segunda-feira, no entanto, foi de pouca movimentação diante de um mercado operando em modo de pânico.

As cotações do petróleo nas bolsas de Londres e Nova York cederam mais de 20% somente nesta sessão e levou junto todas as demais commodities.

Mais do que isso, além dessa insegurança crescente diante do atual cenário, é necessário que os produtores brasileiros, apesar da alta forte do dólar, revejam suas estratégias de comercialização para que possam fazer bom uso das oportunidades.

 

Continue Lendo
Publicidade

Agricultura

Chuvas voltam a aliviar produtores de milho da microrregião

Ilustrativa

Mesmo não sendo na continuidade necessária para suprir da deficit hídrico do campo, as chuvas que atingiram ontem a microrregião de Marechal Cândido Rondon um novo ânimo aos agricultores.

As precipitações foram de 28 milímetros na sede de Marechal Cândido Rondon; 30 em Bom Jardim; 28 em Entre Rios do Oeste; 39 em Iguiporã; 28 em Margarida; 25 em Mercedes; 25 em Novo Horizonte; 17 em Novo Três Passos; 25 em Novo Horizonte; 31 em Pato Bragado; 30 em Porto Mendes e 30 em Quatro Pontes.

Sobre o que isso representa para o milho da safrinha, o engenheiro agrônomo Renato Wiebrantz, da Agrícola Horizonte, destaca..

 

Continue Lendo

Agricultura

Associação dos suinocultores de Marechal Cândido Rondon apoia reabertura do comércio local

Reportagem com Gladiston Pacheco

Clique e leia o ofício

oficio 01-2020

Continue Lendo

Agricultura

Deputado quer redução do imposto sobre ração de peixe no Paraná

A Assembleia Legislativa encaminhou requerimento ao Governo do Estado para que estude a redução ou até mesmo a isenção do imposto incidente sobre a comercialização da ração para o cultivo do peixe no Paraná

A proposta do deputado Luiz Claudio Romanelli foi apoiada pelo deputado HUSSEIN BAKRI e por diversos outros parlamentares.

O benefício valeria durante a pandemia do coronavírus, em que houve um aumento no preço dos insumos devido à alta do dólar e, consequentemente, o aumento no custo de produção

O objetivo é preservar os negócios de piscicultores e aquicultores do Paraná, que é o maior produtor de peixes de cultivo do Brasil

Seriam beneficiados centenas de produtores da região Oeste, que é destaque nacional na produção de pescado, sobretudo de tilápia.

 

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.