Conectado com

Política

Nova investida para investigar ministros do STF esquenta o clima no Senado

Sérgio Lima/Poder360

Presidente da casa diz que vetará pedido da CPI

Em meio à tensão entre Congresso e Judiciário, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, admitiu ontem que prepara o arquivamento de uma nova comissão parlamentar de inquérito articulada para investigar os ministros do Supremo Tribunal Federal, de autoria do senador Alessandro Vieira , cujo requerimento será protocolado nesta terça-feira.

A investida tem origem no movimento Muda Senado, Muda Brasil, formado por 21 senadores, e que está disposto a enfrentar Alcolumbre para dar vazão as investigações.

Até a ,ultima semana o grupo tinha o apoio de 21 nomes, mas fez esforço intensivo para pelo menos conseguir apresentar o documento e agora chega a 27 assinaturas necessárias.

A partir de hoje os parlamentares irão se revezar na tribuna exigindo a instalação da CPI, nesta que será a terceira tentativa de criar uma comissão para emparedar o STF.

Dessa vez, o requerimento cita expressamente o presidente da Corte, Dias Toffoli, como um dos alvos.

A justificativa é a instauração do inquérito, aberto por ofício pelo ministro, para investigar fake news e ataques à honra dos membros do tribunal.

Os senadores iram em Gilmar Mendes que liberou muita gente da cadeia, Dias Toffoli que usurpou o papel do Ministério Público e Alexandre de Moraes que passou a presidir a investigação.

Conforme disse o segundo vice-presidente do Senado e um dos líderes do movimento, Lasier Martins, do Podemos do Rio Grande do Sul, a finalidade é “caçar ministros”.

Apesar de todo o movimento e do respaldo da opinião publica, se depender de Davi Alcolumbre, a iniciativa não irá prosperar.

O presidente da Casa já arquivou dois requerimentos semelhantes e mantém engavetados 12 pedidos de impeachment de ministros, todos protocolados nos últimos sete meses, volume considerado recorde.

Às vésperas do fim da legislatura passada, em janeiro, o então presidente do Senado Eunício Oliveira também havia sepultado 33 processos acumulados em quatro anos.

Continue Lendo
Publicidade

Política

TSE homologa mudança de nome do PPS para Cidadania

Na Assembleia Legislativa, o Cidadania tem como representante a deputada Any Ortiz | Foto: Assembleia Legislativa / Divulgação / CP

Agora é oficial: o Tribunal Superior Eleitoral aprovou por unanimidade, a homologação do Cidadania 23, o partido sucessor do PPS.

O presidente do Cidadania, Roberto Freire, saudou a decisão, mencionando ser importante que a agremiação está agora oficializada de fato e de direito, até porque todas as Casas parlamentares, e especialmente a imprensa, já tratavam a mudança como ocorrido.

O advogado do partido, Renato Galuppo, destacou que com a decisão a legenda se torna, para todos os efeitos legais, Cidadania, inclusive na questão eleitoral.

A mudança de nome para Cidadania ocorreu durante o Congresso Extraordinário, no dia 23 de março deste ano, em Brasília.

Na Assembleia Legislativa, o Cidadania tem como representante a deputada Any Ortiz.

Continue Lendo

Política

Justiça anula cassação de prefeita de Quedas do Iguaçu, investigada por gastos excessivos em bolos e salgados

Facebook/Reprodução

A Justiça anulou nesta quinta-feira a sessão que cassou o mandato da prefeita de Quedas do Iguaçu, no Sudoeste do Paraná, Marlene Revers, por gastos excessivos na compra de bolos e salgados.

O juiz Vitor Toffoli, autor da decisão, considerou que a defesa da prefeita não foi notificada com 24 horas de antecedência, sobre a sessão de julgamento da comissão processante na Câmara Municipal.

A votação foi realizada no dia 6 de agosto, às 13h, e, conforme a decisão, os advogados de Marlene informaram que a notificação oficial da sessão só ocorreu no dia 5 de agosto, às 13h06, ou seja, seis minutos fora do prazo legal.

Na decisão, o juiz ressaltou que a lei não prevê flexibilização, mesmo que sejam de poucos minutos sobre o prazo de aviso.

O magistrado informou que não considerou mensagens de e-mail com erros, enviados em outras datas e nem mensagens enviadas por aplicativos como provas documentais válidas.

Com a decisão, a Câmara foi autorizada a realizar uma nova sessão de julgamento, dentro do prazo de 90 dias, a contar da data da denúncia, e descontando os dias em que o juiz levou para julgar o mandado de segurança e dar a sentença sobre a cassação da sessão.

A defesa da prefeita informou que, considerando o novo prazo para outra sessão de julgamento, a Casa tem mais dois dias pra tentar realizar a votação.

Continue Lendo

Geral

Inscritas as primeiras chapas para a eleição à reitoria da Unioeste

Termina amanhã, sexta-feira, o prazo de inscrições para chapas às eleições na Universidade Estadual do Oeste do Paraná, cujo processo de votação está marcado para o dia 22 de outubro próximo.

 Chapa encabeçada por rondonense será inscrita amanhã 

A primeira chapa a registrar a candidatura à eleição da Unioeste, “É Hora de União: Unioeste em Primeiro Lugar”, vem com um discurso de retomada da boa imagem da Unioeste perante à sociedade.

Alexandre Webber afirmou que esta é a primeira vez que a Unioeste é vista com desconfiança pela sociedade, e que ele pretender mudar essa ideia.

Ele promete, ao longo da campanha e de um eventual mandato, mostrar números e resultados que façam a população a voltar a acreditar na universidade.

A segunda chapa a protocolar o registro foi a “Inovação e Diálogo”, que tem como candidatos o professor Edson Leismann, que até mês passado era o diretor-geral do Hospital Universitário do Oeste do Paraná e como vice, a professora Nelsi Tonini, atual coordenadora do curso de Enfermagem da Unioeste.

Leismann disse que a partir de agora irá avançar com essa base sólida conquistada ao longo dos anos e assim obter conquistas nos processos que as novas tendências exigem, de inovação, mas fazendo isso com diálogo e com todas as correntes de pensamento respeitadas.

Outra chapa que irá disputar a eleição para a reitoria da Unioeste é encabeçada pelo professor/doutor do campus de Marechal Cândido Rondon, Wilson Zonin, tendo como vice a servidora do campus de Cascavel, Gracy Kelly.

Na terça-feira foi confirmada a unificação do campus local em torno desta chapa, envolvendo ainda a candidatura a reeleição da direção-geral do professor/doutor Davi Felix Schreiner.

Esta unificação também engloba os três diretores de Centros: Edilson Hobold, do Centro de Ciências Humanas, Educação e Letras, Nardel Luiz Soares da Silva, do Centro de Ciências Agrárias, e de Valnir Brandt, o “Neco”, do Centro de Ciências Sociais e Aplicadas, os quais buscarão mais um mandato.

As inscrições de chapas do grupo unificado do campus rondonense serão oficializadas simultaneamente as 10h00 desta sexta-feira.

.

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.