Conectado com

Trânsito

Novas regras para tirar CNH começam a valer em setembro

Aloisio Mauricio /Fotoarena/Folhapress

Entre as mudanças estão o simulador se tornar facultativo e a redução de aulas práticas noturnas

 

O uso facultativo do simulador nas aulas de direção e a obrigatoriedade de apenas uma hora noturna de aula prática são mudanças que começam a ser implementadas em setembro no Brasil. Segundo texto publicado no DOU (Diário Oficial da União) em 17 de junho deste ano, as novas regras entram em vigor meados do mês, 90 dias após a publicação da decisão.

Simulador
A partir da mudança, os candidatos a condutores vão poder escolher se querem ou não utilizar o simulador durante as aulas. A nova regra determina que, ao optar pelo uso do equipamento, o aluno deve realizar aulas de, no máximo, 50 minutos, antes das aulas práticas em veículo.

 

Alguns dos temas que devem ser abordados durante o uso do simulador são ligar o motor e controle de faróis. No caso dos alunos que desejam tirar a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) na categoria B, usada na direção de carros de passeio, é possível optar pela realização de até cinco horas/ aula em simulador, desde que disponível no CFC (Centro de Formação de Condutores).

O texto também determina que o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) implemente o “procedimento de acompanhamento do uso de simulador no país, a fim de avaliar sua eficácia no processo de formação do condutor”.

 

O advogado João Paulo Martinelli afirma que as mudanças nos simuladores não serão tão impactantes, já que considera que a prática na rua é a que traz a experiência necessária. “O simulador poderia ser um complemento, as aulas práticas que são o verdadeiro teste”, afirma.

 

Em junho, depois do anúncio do governo sobre as mudanças, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, disse que o equipamento não tem eficácia comprovada.

 

“O simulador não tem eficácia comprovada, ninguém conseguiu demonstrar que isso tem importância para formação do condutor. Nos países ao redor do mundo, ele não é obrigatório, em países com excelentes níveis de segurança no trânsito também não há essa obrigatoriedade. Então, não há prejuízo para a formação do condutor”, disse.

 

Aulas noturnas
Segundo a regra atual, os condutores precisam fazer pelo menos 25 horas/aula, sendo pelo menos duas noturnas. A partir de setembro, os brasileiros que vão tirar a CNH pela primeira vez para as categorias A (motos e triciclos) e B precisam fazer, no mínimo, 20 horas/aula, sendo pelo menos uma delas no período noturno.

 

Para a obtenção de ACC (Autorização para Conduzir Ciclomotor), serão necessárias cinco horas/aula, das quais pelo menos uma deve ser noturna.

 

Já os condutores que querem adicionar uma categoria na CNH precisam fazer, no mínimo, 15 horas/aula, também sendo uma noturna.

 

Martinelli considera a redução das aulas noturnas preocupante. “Deveria aumentar o período mínimo noturno, porque a condução a noite é bem diferente [da diurna]”, afirma.

 

Educação no trânsito
Martinelli diz que a maior parte dos crimes envolvendo trânsito acontecem por falha humana. “É fundamental ter a educação de trânsito. Não só para quem vai tirar a habilitação, mas desde criança, porque o pedestre tem que ter esse cuidado também”, diz.

 

O especialista diz que “não adianta só naquele curto período que o candidato a condutor frequenta a escola. Ali é um ensino mais focado para conhecer as regras para ser aprovado no teste”, afirma.

 

Decisão do TRF4
O TRF4 (Tribunal Regional da 4ª Região) determinou no dia 26 de agosto deste ano, em decisão liminar, que o simulador de trânsito deve continuar como obrigatório para as autoescolas do Rio Grande do Sul.

 

A liminar atende a um recurso do SindiCFC-RS (Sindicato dos Centros de Formação de Condutores do Estado do Rio Grande do Sul) e vale apenas para os CFCs filiados.

 

Fonte: Notícias R7

 

Continue Lendo
Publicidade

Geral

Acidente em rotatória no centro de Marechal Cândido Rondon deixa duas pessoas com ferimentos: acompanhe atendimento dos bombeiros

Continue Lendo

Geral

Projeto Escola Pública de Trânsito poderá ser implantado em MaL Rondon

O Projeto de Escola Pública de Trânsito, desenvolvido pelo Detran/PR, poderá ser implantado em Marechal Cândido Rondon.

O projeto foca na educação para o trânsito, divulgando informações para mudar atitudes de todos os usuários das vias: pedestres, passageiros, ciclistas, motociclistas e demais condutores.

A proposta é que o município de Marechal Cândido Rondon disponibilize um espaço para a realização deste projeto, enquanto o Detran forneceria a infraestrutura e a construção da escolinha de trânsito.

O encontro realizado nessa semana na prefeitura municipal, contou com a participação do secretário de Mobilidade Urbana, Coronel Welyngton Alves da Rosa, a diretora da secretaria, Adriane Kappes Vorpagel; a diretora da 35ª Ciretran, Tatiane Marchi Cardozo, e do Supervisor da Ciretran, Hugo Adriano Hafemann.

A diretora da secretaria de Mobilidade Urbana, Adriane Kappes Vorpagel; explica como o projeto vai funcionar.

 

Continue Lendo

Geral

Palotinense vítima de acidente na ultima quinta-feira não resiste e morre no Hospital Bom Jesus

Facebook

Morreu ontem no Hospital Bom Jesus, da cidade de Toledo, a jovem Fernanda Teodoro de Oliveira, de 28 anos, que residia na cidade de Palotina.

Ela foi vítima de acidente de trânsito ocorrido na noite da última quinta-feira no centro de Palotina; foi socorrida e deu entrada para atendimento no hospital daquele município.

Devido à gravidade dos ferimentos foi transferida para Toledo, onde ontem não resistiu e faleceu, tendo o corpo sido encaminhado ao IML e depois liberado aos familiares para os atos fúnebres.

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.