Conectado com

Policial

Suspeito do assassinato de “Soró” não seria rondonense e estaria foragido

Reprodução Facebook

A Polícia Civil de Marechal Cândido Rondon está empenhada para esclarecer o assassinato Gilberto Duarte de Andrade, de 46 anos, o “Soró”, mas ainda não pode adiantar o que já conseguiu apurar.

Nesses termos se manifestou o delegado Rodrigo Baptista Santos, ao ser questionado ontem, quinta-feira, sobre o andamento das investigações em torno do homicídio ocorrido na noite da última segunda-feira.

Embora ele mantenha sigilo quanto ao que já foi possível apurar, comentários dão conta que a Polícia Civil já teria conhecimento sobre o possível autor e a motivação do crime.

O mais provável é que o crime tenha origem passional, o que justifica o sigilo adotado no processo de investigação, e extraoficialmente o autor ou mandante do assassinato não seria morador de Marechal Rondon.

O delegado afirma que está dando uma atenção prioritária ao inquérito, as diligências continuam para localizar o provável autor do crime e não há dúvidas sobre o esclarecimento do caso nos próximos dias.

O rondonense Gilberto Duarte de Andrade, de 46 anos, conhecido como “Soró”, foi assassinato por volta das 20h00 da última segunda-feira, dia 02, na porta de sua moradia.

Ele residia na Rua Travessa Santo Cristo, nas proximidades do cruzamento com a Avenida Irio Jacob Welp, e foi alvejado por disparos de arma de fogo no pescoço e no braço.

Informações dão conta que o criminoso teria batido palmas na frente da casa e chamado por “Soró”, o qual foi atender e acabou sendo surpreendido pelos disparos feitos a queima-roupa.

Pessoas ligadas a ele revelaram que a vítima já teria recebido ameaças de morte nos últimos meses, o que pode contribuir para que a Polícia Civil elucide o homicídio.

Policial

Polícia Federal e BPFron realizam nova operação para destruir portos clandestinos em Guaíra/PR

Polícia Federal

OPERAÇÃO IMPORTUNUS 4: PF participa de operação para desarticular organizações criminosas atuantes na região.

No período de 1 a 6 de dezembro, equipe integrada por policiais federais e militares realizaram a destruição de 15 portos clandestinos localizados às margens do Lago de Itaipu, fronteira com o Paraguai, num perímetro de aproximadamente 80 quilômetros, entre os municípios lindeiros de Guaíra e Entre Rios do Oeste.

Esta foi a quarta etapa para retomada destes pontos estratégicos, sendo que ao longo de 2021 foram realizadas outras três atuações estratégicas similares, enfatizando a convergência de propósitos das forças de segurança locais em desarticular organizações criminosas da região. Ao longo dos trabalhos de destruição, as equipes puderam realizar apreensões de contrabando.

O trabalho contemplou o levantamento georreferenciado e a destruição de áreas utilizadas pela criminalidade através de rotas fluviais no Lago de Itaipu para a prática de tráfico de drogas, tráfico de armas, contrabando e descaminho.

Considerando que esses portos clandestinos são feitos na mata ciliar do Lago de Itaipu, em área de proteção ambiental, os proprietários das áreas foram mapeados e identificados. Medidas afins à legislação ambiental poderão ser tomadas contra aqueles que permitirem a ocorrência de crimes em sua propriedade.

Fazem parte do Programa V.I.G.I.A. e desta operação interagências equipes do BPFRON e BOPE da PMPR, Polícia Federal, TIGRE, COPE e GOA da PCPR, BOPE/PMMS, RECEITA FEDERAL, FNSP e EXÉRCITO BRASILEIRO, com apoio da SEOPI – Secretaria de Operações Integradas/MJSP.

 

Fonte: Comunicação Social da Polícia Federal/Guaíra/PR

Continue Lendo

Policial

Bandidos levam dinheiro do escritório da C.Vale em Alto Santa Fé e tentam assaltar o Sicredi

Dois criminosos assaltaram o escritório da C.Vale no distrito de Alto Santa Fé, em Nova Santa Rosa, na tarde desta segunda-feira (6), e em seguida efetuaram uma tentativa de assalto à agência Sicredi, anexa ao escritório da C.Vale.

De acordo com as informações repassadas aos policiais pelos funcionários, os marginais chegaram em uma motocicleta e aparentavam estarem nervosos, tanto que deixaram a motocicleta cair em frente à entrada do escritório, onde entraram armados, cada um com um revólver, ameaçaram os funcionários e pediram dinheiro.

De acordo com as vítimas, o objetivo dos marginais era assaltar a agência do Sicredi, mas provavelmente os criminosos se atrapalharam e entraram na porta errada, tanto que pegaram um funcionário e um produtor, e os levaram até a porta de acesso do Sicredi.

Eles tinham o objetivo de usar os reféns para tentar forçar a abertura do banco, que estava fechado neste momento.

Como todas as pessoas que estavam dentro da agência perceberam a movimentação dos criminosos por meio das câmeras de monitoramento e se esconderam, os criminosos acabaram convencidos que não havia mais ninguém no banco, por isso voltaram para dentro do escritório da C.Vale em busca de dinheiro.

Eles danificaram um notebook com uma coronhada, agrediram um dos funcionários e levaram cerca de R$ 2,5 mil em dinheiro, mais algumas folhas de cheques, que já foram canceladas.

A Polícia Militar de Nova Santa Rosa e o BPFron (Batalhão de Polícia de Fronteira) foram acionados e estão em diligência para tentar localizar os criminosos.

Nenhum tiro foi disparado durante o assalto ao escritório da C.Vale e à tentativa de assalto ao Sicredi.

 

Fonte: A Gazeta Web

Continue Lendo

Policial

Mais duas apreensões de contrabando são efetuadas no interior de Mercedes

Na manhã deste domingo, durante patrulhamento nas margens do Lago de Itaipu, em Mercedes, uma equipe policial suspeitou de uma Van que se deslocava em alta velocidade por estradas vicinais.

Após acompanhamento tático, o veículo foi alcançado abandonado em meio à mata.

A Van estava carregado com cerca de 18 grandes volumes de contrabando como: cigarro asiático, cigarro paraguaio, cigarro eletrônico e essências de eletrônicos diversos.

Todo o ilícito foi apreendido e encaminhado para a Delegacia de Polícia Federal em Guaira.

Por outro lado, a Polícia Federal, com apoio do BPFron, realizou outra grande apreensão de contrabando de Mercedes na madrugada deste domingo.

Durante patrulhamento nas margens do Lago de Itaipu, a equipe policial logrou êxito em localizar uma carreta do tipo LS, carregada com centenas de caixas de cigarro paraguaio.

O veículo estava escondido em ambiente de mata e ninguém foi preso.

A ação policial causa um prejuízo estimado 2 milhões e 700 mil reais ao crime organizado.

Continue Lendo

(45) 3284-8080
Central telefônica (45) 9997-0083 - (45) 9997-0067
FM 95,1 (45) 9997-0733 | WhatsApp FM (45) 9997-0532
Técnica AM 970 (45) 9997-0740
Copyright © 2019 Radio Difusora do Paraná.